LITERATURA
Espanhola Alicia Giménez Barlett leva Prêmio Planeta 2015
Nascida em Almansa (centro da Espanha), em 1951, a escritora se estabeleceu em Barcelona e iniciou sua carreira literária em 1984, com o romance "Exit"
16/10/2015 - 13h02 | - Atualizado em 16/10/2015 - 13h03 France Presse
faleconoscorac@rac.com.br
A escritora espanhola Alicia Giménez Barlett, conhecida por seus romances policiais, ganhou o 64º Prêmio Planeta de romance, com a obra "Hombres desnudos" - anunciou o júri.
Alicia receberá um prêmio de 601.000 euros.
O prêmio foi anunciado em uma glamourosa festa em Barcelona, com personalidades da cultura e da política, que prestaram uma homenagem ao responsável pela expansão da editora, seu ex-presidente José Manuel Lara, falecido em janeiro passado.
Nascida em Almansa (centro da Espanha), em 1951, a escritora se estabeleceu em Barcelona e iniciou sua carreira literária em 1984, com o romance "Exit".
O sucesso literário chegou em 1996, com a série de romance policial protagonizada pela inspetora Petra Delicado, uma agente cheia de contradições - dura no trabalho, mas sensível e idealista ao mesmo tempo.
Iniciada com o romance "Rito de muerte", a série chegou ao 10º volume este ano, com "Crímenes que no olvidaré".
Essas tramas policiais lhe valeram o prêmio Pepe Carvalho de romance policial de 2015.
Este ano, 486 obras concorreram à premiação do Planeta. Em 2014, o ganhador do Planeta foi o mexicano Jorge Zepeda e seu livro "Milena o el fémur más bello del mundo", uma dura história sobre as redes de exploração sexual no México, Espanha, Ucrânia e Croácia.
Entre seus ganhadores, estão Prêmios Nobel de Literatura, como o peruano Mario Vargas Llosa e o espanhol Camilo Jose Cela.