ATRIZ
Emily Watson é homenageada no festival de cinema de San Sebastián
Atriz é reconhecida mundialmente desde sua excepcional interpretação em "Ondas do Destino"
29/09/2015 - 12h38 | - Atualizado em 29/09/2015 - 12h41 France Presse
faleconoscorac@rac.com.br
A atriz britânica Emily Watson, reconhecida mundialmente desde sua excepcional interpretação em "Ondas do Destino" (1996) de Lars von Trier, foi homenageada nesta sexta-feira com um prêmio Donostia pelo conjunto de sua carreira no festival de cinema de San Sebastián.

A vida de atriz "penso que é como uma vida de nômade, você simplesmente vai aonde o vento te leva", afirmou a britânica de 48 anos, que já trabalhou em trinta filmes sob a direção de cineastas como Robert Atlman em "Assassinato em Gosford Park" (2001), Tim Burton em "A noiva cadáver" (2005) e Steven Spielberg em "Cavalo de Guerra" (2011).

Mas também em obras tão comerciais como seu último trabalho, o americano "Everest" dirigido por Baltasar Kormákur.

"Como ator você não pode ter um plano", assegurou, antes de receber o prêmio em uma cerimônia de gala celebrada pela noite no palácio Kursaal de San Sebstián.

"Quando li a longa lista de pessoas que haviam o recebido eu me senti incrivelmente honrada", afirmou.

Criado em 1986, o prêmio Donostia, que em sua primeira edição homenageou o ator americano Gregory Peck, já foi dado a grandes figuras como Lauren Bacall, Al Pacino, Robert de Niro e Meryl Streep.

Reconhecendo que ainda lhe falta interpretar uma vilã e que gostaria de fazer comédia, Watson assegurou não poder se queixar de sua carreira: "tem sido uma viagem muito excitante".

E admitiu que sua estreia na telona interpretando a torturada Bess McNeill em "Ondas do Destino" foi crucial.

Lars von Trier "tem reputação de ser difícil, mas tive uma experiência incrível trabalhando com ele", afirmou. "Não estou segura de saber o que era atuar antes de fazer esse filme", destacou.

"E quando fazemos algo extremo, as pessoas pedem que faça outras coisas extremas propiciando muitas oportunidades pelas quais me sinto muito grata", afirmou.