PROPAGANDA DOS NAMORADOS
O Boticário cria guerra nas redes e é processado no Conar
Campanha do Dia dos Namorados mostra casais heterossexuais e homossexuais trocando presentes: discussões nas redes sociais
03/06/2015 - 12h39 | - Atualizado em 03/06/2015 - 14h09 Moara Semeghini
moara.semeghini@rac.com.br
Foto: Reprodução .
A campanha publicitária do Dia dos Namorados de O Boticário: polêmica
A campanha publicitária do Dia dos Namorados de O Boticário: polêmica
A campanha publicitária do Dia dos Namorados de O Boticário – maior rede de perfumes e cosméticos do País – que mostra diferentes tipos de casais, heterossexuais e homossexuais, trocando presentes, criou polêmica e virou alvo de discussões nas redes sociais, como o Twitter e Facebook, e recebeu denúncias no Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária). O órgão abriu um processo para julgar a propaganda. A campanha recebeu mais de 20 reclamações de consumidores que afirmaram que ela é "desrespeitosa à sociedade e à família". 
O comercial de TV recebeu críticas e ameaças de boicote ao Boticário nas redes sociais. Até a última segunda-feira (1º), a quantidade de “não curtie” passava de 120 mil, o dobro das avaliações “curtir”, que tinham pouco mais de 60 mil. Depois da repercussão da polêmica a situação se inverteu: até a manhã desta quarta-feira (3), as curtidas chegavam a 279,758 contra pelo menos “168,326 não curtidas”.

A discussão sobre o comercial foi parar também no site Reclame Aqui.

Após a bertura do processo, um relator do Conar deverá se manifestar a favor ou contra a suspensão do comercial. O Conselho de Ética do órgão também irá discutir o caso em reunião que deve ser em julho.

Veja também