ALIMENTAÇÃO

4 problemas de saúde que podem ter relação com a falta de fibras

Ingerir fibras regularmente ajuda a prevenir vários malefícios; consultora da MIP Brasil Farma explica quais são eles
Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
Não ingerir fibras na quantidade suficiente pode causar mais complicações do que se imagina
Não ingerir fibras na quantidade suficiente pode causar mais complicações do que se imagina
As pessoas podem saber que introduzir fibras na alimentação é fundamental para garantir o bom funcionamento do organismo, mas nem todas sabem exatamente o que pode acontecer se deixarmos as fibras de lado. A ingestão insuficiente de fibras na alimentação pode causar diversos problemas de saúde.

“Não ingerir fibras na quantidade suficiente pode causar mais complicações do que se imagina. Embora não se possa comprovar a relação direta entre determinada doença e a alimentação inadequada, está claro que negligenciar a ingestão de fibras traz prejuízos”, explica Melina Aniquini, nutricionista e consultora de Livina Fibras, da MIP Brasil Farma.

Conheça 4 problemas que podem ter relação com a insuficiência de fibras no cardápio do dia a dia:

1. Fome constante: Sentir fome fora de hora durante o dia, mesmo pouco tempo após as refeições, pode ter relação com a escassez de alimentos com fibras. Isso porque a fome constante costuma afetar aqueles que sofrem de hipoglicemia, ou seja, de baixo nível de açúcar no sangue. As fibras prolongam a liberação da glicose no organismo e promovem a sensação de saciedade. Ou seja, se não quiser ficar sempre faminto, aposte nas fibras!

2. Hipoglicemia: Optar por carboidratos simples, como o pão comum e as massas com farinha de trigo refinada, faz com que a glicose seja absorvida muito rapidamente pelo organismo, levando à maior produção de insulina e provocando um aumento desse hormônio no organismo. Em seguida, pode ocorrer uma ausência repentina de açúcar no sangue (hipoglicemia), provocando sintomas como tontura e fraqueza. Por isso, recomenda-se dar preferência aos carboidratos integrais, que são ricos em fibras e retardam a absorção da glicose. Dessa forma, o açúcar é liberado no sangue aos poucos, sem causar mal-estar.

3. Colesterol alto: Existem dois tipos de colesterol, o HDL (densidade alta, também chamado de bom colesterol) e o LDL (densidade baixa, também chamado de colesterol ruim). O LDL obstrui veias e artérias, podendo desencadear doenças cardiovasculares. As fibras solúveis ajudam no controle do colesterol ruim, pois impedem que as moléculas de gordura no intestino sejam absorvidas pelo organismo. Embora não estejam diretamente ligadas à redução dos níveis sanguíneos de colesterol, as fibras auxiliam no combate, já que aumentam a saciedade e, consequentemente, levam a uma menor ingestão de alimentos

4. Obesidade: Por aumentarem a sensação de saciedade, regularem o funcionamento do intestino e também a absorção da glicose pelo corpo, o consumo de fibras acaba também por ser um aliado no combate à obesidade. Sendo assim, para manter a forma e a saúde sempre em dia, os especialistas aconselham ingerir diariamente fibras, em todas as refeições do dia.

Para evitar problemas como esses, além de seguir os cuidados acima, um suplemento nutricional pode ser útil a todos quem têm dificuldade de manter uma alimentação com fibras. 

Veja também