FOME DE INVERNO

7 dicas para controlar a ansiedade no inverno e conter sua fome

Especialista explica porque sentimos mais fome no inverno e dá dicas para evitar cedes às tentações da estação
28/05/2015 | - Atualizado em 29/05/2015 - 09h03 Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
No inverno, a vontade de comer coisas mais gordurosas aumenta porque nosso corpo gasta mais energia para nos manter aquecidos
No inverno, a vontade de comer coisas mais gordurosas aumenta porque nosso corpo gasta mais energia para nos manter aquecidos
Sabe aquela vontade de comer algo bem calórico, que chega nas horas mais inesperadas do dia? Essa sensação é muito comum no inverno, estação em que a queda dos termômetros exige um maior gasto calórico do organismo para manter a temperatura corporal estável. Mas este não é o único motivo que contribui para o aumento da fome durante o período.

Você também poderá se interessar por:
- Seis técnicas simples para relaxar em 5 minutos 
- Como alcançar a paz interior e afastar a angústia e a ansiedade

Segundo a Dra. Suemi Marui, especialista em endocrinologia que integra o corpo clínico do Alta Excelência Diagnóstica, durante o inverno, as pessoas fazem menos atividade física, não só por causa do tempo mais frio, mas também por diminuição da luminosidade natural. Consequentemente, a equação alimentação e gasto calórico não fica equivalente.

Algumas pesquisas afirmam que o instinto humano é o maior influenciador desse comportamento. Um estudo feito pela Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, rastreou o quanto as pessoas comiam em cada estação do ano e com que rapidez comeram. O resultado foi que os entrevistados consumiram cerca de 200 calorias a mais por dia a partir do outono, principalmente quando os dias ficaram mais escuros. Uma outra pesquisa explica que, quando há menos luz solar, a produção de vitamina D fica prejudicada, e sabidamente a sua deficiência está associada a maior tristeza e mesmo depressão.

Você também poderá se interessar por:
- Acabe com o hábito de roer as unhas 
- Relaxe e libere ansiedade por meio da respiração e meditação guiada 

Entretanto, nem todos os especialistas concordam com essa teoria. “Alguns dizem que não é instinto, mas sim o ambiente que nos leva a comer mais. Muitos acreditam que com o frio as pessoas ficam mais caseiras, contribuindo para a diminuição do exercício físico e aumento do consumo calórico”. diz a endocrinologista.

Nesta época, as pessoas ficam propensas a comer alimentos ricos em gorduras e açúcares, o que pode acarretar no ganho de peso indesejável. “Em casos mais sérios, pode até mesmo haver um aumento do colesterol e triglicérides neste curto período”, afirma a especialista.

Independente do motivo que leva ao aumento da fome, é importante manter a alimentação balanceada e evitar os excessos. “Não é preciso passar vontade de comer nada, apenas optar por porções menores e escolhas certas, além de não deixar que a preguiça se torne um empecilho na rotina de atividades físicas”, conclui Dra. Suemi.

Você também poderá se interessar por:
- 7 dicas para cuidar das unhas e fazer detox nas mãos 
- Saiba como evitar coceiras e alergias durante o inverno

Sugestões para manter a boa forma no inverno:

1. Tente não confundir fome com tédio. Se você está sem nada para fazer, beba um copo de água e encontre algo para se ocupar. Se você ainda tem fome depois de 20 a 30 minutos, você provavelmente está realmente com fome. Faça pequeno lanche, algo menos calórico, como uma fruta.

2. Mantenha sua rotina de exercícios, nem que tenha que usar roupas extras para fazer seus treinos em ambientes abertos.

Você também poderá se interessar por:
- Benefícios da medicina chinesa para uma vida equilibrada
- Saiba como evitar o ressecamento causado pela temperatura baixa

3. Não se prive dos alimentos que você ama. É só encontrar uma maneira de encaixa-los em seu cálculo de calorias. Uma alternativa é consumi-los de forma compensatória, nos dias em que os exercícios físicos são feitos com maior intensidade.

4. Cuide da hidratação. Muitas pessoas no frio acabam deixando de beber água. É necessário tomar uma média de dois litros por dia. Esse consumo pode variar em dias mais quentes ou mais frios e em dias com maior ou menor atividade física.

5. Evite massas, que são muito calóricas, principalmente aquelas preparadas com molhos brancos e outros ingredientes com alto teor energético.

6. Prefira o consumo de derivados do leite desnatado.

Você também poderá se interessar por:
- 08 remédios que parecem inofensivos mas não são 
- Como as expectativas afetam nossos relacionamentos?

7. Cuidado com chocolate, nozes, castanhas e avelãs. Eles são nutritivos, contêm boa gordura, mas são muito calóricos;

8. Curta o inverno usando mais bebidas quentes e pouco calóricas. E lembre-se que este é um excelente momento para descobrir os diferentes sabores dos chás e cafés, por exemplo.