RENOVE-SE

Hábitos que toda mulher de 20 e poucos deveria começar a ter

Liberte-se da busca vazia do 'feliz para sempre' e sopre essa angústia que sufoca seu peito
18/05/2015 | - Atualizado em 18/05/2015 - 16h17 Mariane Montedori
mariane.montedori@rac.com.br
Foto: Divulgação
Manter a mente e o espírito em estado equilibrado é passo número 1 para uma vida feliz
Manter a mente e o espírito em estado equilibrado é passo número 1 para uma vida feliz
Se você pensa que sua adolescência é turbulenta, certamente é porque você ainda não chegou as vinte e poucos anos! Parece que nossa vida é delimitada por algumas idades-chaves. Chegamos aos 15 e nos consideramos oficialmente adolescentes. Chegamos aos 18 e nos consideramos jovens e independentes. Mas quando chegamos aos vinte, nos damos conta de que tudo que planejamos (sem metas) não aconteceu. Nem está perto de acontecer. Seu 'amor-para-sempre' acabou. E você teve vários outros, sua vontade em casar com 20 anos, revelada por brincadeiras da infância, mudou completamente e você já está cansada de baladas e ficadas esporádicas. Agora que sua menstruação endireitou e você consegue ter um ciclo controlado, sua vida tomou outras preocupações. Como a maioria das mulheres amadurece mais rápido do que os homens, elas tendem a se preocupar mais com a chegada dos 20 e tantos anos. Mas amiga, não se desespere. A metade da vida só acontece aos 40 e até lá, você tem chão ainda pra seguir. Por isso, puxe uma cadeira, relaxe e se jogue nesses empurrõezinhos que vão facilitar a sua vida. 

Você também poderá se interessar por:
- 07 atitudes que esgotam sua energia
- Os benefícios da espiritualidade para o bem-estar

1. Pare de achar que o fim de um relacionamento é praticamente o fim do mundo
OK! Ninguém está pedindo pra você dar pulos de alegria por que teve outra desilusão amorosa. Mas a fase de achar que seu mundo acabou já passou. Foi na adolescência, lembra? Agora você é uma mulher e tem o mundo aos seus pés. Se dê um dia de fossa profunda, permita-se uma semana ausente de vida social, curta o aconchego de seus travesseiro mas só. Aproveite o momento para se reestruturar e pensar mais em si mesma. Saia com as amigas, ligue o rádio no último volume, saia para dançar. Daqui a pouco você conhece uma pessoa que vai te mostrar que é possível começar tudo outra vez, de novo. 

2. Pare de comparar o seu corpo ao corpo de outras mulheres. Ou a sua vida à vida de outras pessoas
Cada pessoa tem seus ciclos e histórias que a compõem. Achar que a vida da sua rival é melhor que a sua, é a mesma coisa que achar que seu vizinho vive melhor. Ao invés disso, avalie seus sonhos e objetivos. Entenda a pessoa que você quer ser e compare com a pessoa que você é. O que precisa ser feito para chegar lá? Planeje e comece. Quanto ao seu corpo, ele é seu tempo. Com ou sem aquelas gordurinhas localizadas, é aí dentro que você habita. O prazer que você pode dar e sentir é o mesmo, independente de quanto a sua balança diz que você pesa. E se está tão insatisfeita a ponto de não se sentir segura, seja determinada e prove a sensação de uma vida saudável. Inclua exercícios, consulte uma nutricionista e mãos a obra. A vida não para! 

Foto: Divulgação.
Fazer uma viagem sozinha pode renovar o seu espírito
Fazer uma viagem sozinha pode renovar o seu espírito
3. Pare de reclamar de coisas banais. Olhe para as coisas boas

Não preciso nem comentar, ok?!
4. Não existe final feliz 
Você nem ao menos sabe quando será o final quanto mais se ele será feliz! A grande questão que todas nós passamos, em acreditar que 'será feliz para sempre', é ocasionado pelo excesso de contos de fadas ditados pela versão da Disney. É possível viver uma história de amor em felicidade plena? É! Mas é uma questão de escolha. É preciso estruturar sua forma de ver a vida e vive-la com leveza. Buscar prazeres nas coisas simples, ao invés de viver esperando o amor perfeito. Ninguém te completa. Ninguém será perfeito pra você. Você tem que se bastar. Busque a felicidade nas pequenas coisas de seu dia a dia, e conseguirá ser feliz no presente. 

Você também poderá se interessar por:
- Benefícios da medicina chinesa para uma vida equilibrada
- Como alcançar a paz interior e afastar a angústia e a ansiedade

5. Amiga, coloque um dinheirinho na poupança. Sério
A gente bem que tenta. Mas sempre tem aquela bolsa, aquele hidratante, presentes para o boff. Não! Separe uma quantia para sua poupança como se ela fosse uma de suas contas para pagar. Ninguém sabe quando um pedido de casamento pode surgir. Brincadeirinha... 

6. Sexo é sexo. Entregue-se. Não tenha medo de acender a luz 
Deixa essa neura de sentir vergonha do seu corpo de lado. Como a gente já disse, seus quilos a mais ou aquela gordurinha estrategicamente colocada não irão interferir no seu orgasmo. Enquanto você estás preocupada no que ele está achando de você, ele está cedendo aos impulsos e libertando toda a vontade que sente. Aproveite isso. Desfrute de um dos poucos momentos em que você pode se liberar de verdade. Realize-se. 

7. Não deixe o sofrimento virar rotina 
Sofrer faz parte da vida. Mas há casos em que sofrer se torna confortável. Muito melhor se entregar a uma poça de lágrimas, do que força-las a secar e enfrentar o dia seguinte. De cara limpa, objetivando nossos começos. No início, force-se a fazer coisas. Talvez não tenha muito prazer e seu impulso de morte esteja mais evidente que o de vida. Mas insista, mesmo assim. Aos poucos as coisas vão acontecendo e as vontades vão surgindo. Apenas permita-se ir além do seu cafofo particular. 

Você também poderá se interessar por:
- 5 Dicas para recomeçar sua vida
- Como as expectativas afetam nossos relacionamentos?

Bonus: Em um relacionamento, não se prive de manter as amizades. É comum, por conta da vontade de estar juntos, deixarmos de lado um pouco nossas saídas com as amigas para priorizar o relacionamento. Pode parecer bom, mas se não der certo, você vai se sentir em completa solidão. Mantenha as amizades por perto e não entre em uma bolha profunda em nome do amor. 
Veja também