ESPANHA
Morre Cynthia, a primeira esposa de John Lennon
A notícia foi dada pelo filho, Julian; ela lutava contra o câncer e morreu em Mallorca, na Espanha
01/04/2015 - 18h10 | - Atualizado em 01/04/2015 - 18h14 France Presse
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Reprodução.
Cynthia e John Lennon se conheceram na escola e casaram em 1962
Cynthia e John Lennon se conheceram na escola e casaram em 1962
Cynthia Lennon, a primeira esposa do compositor e vocalista dos Beatles, John Lennon, morreu aos 75 anos, informou o filho do casal, Julian, nesta quarta-feira (1º). "Cynthia Lennon morreu hoje, em sua casa em Mallorca, Espanha, após uma batalha curta, mas corajosa, contra o câncer", escreveu Julian em sua página na internet. A mensagem foi acompanhada de um vídeo que conta a vida de Cynthia em fotografias.
  
O nome de solteira dela era Powell e ela conheceu o músico britânico dos Beatles na escola, em Liverpool, e se casou com ele em 1962, quando estava grávida de Julian, que nasceu nessa mesma cidade, em abril do ano seguinte.

O casamento foi mantido em sigilo, já que o agente dos Beatles, Brian Epstein, achou que, naquele momento, a notícia poderia prejudicar a "Beatlemania" que começava a conquistar o Reino Unido. De fato, John Lennon tocou ao vivo no mesmo dia de seu casamento e a lua de mel foi adiada. Quando Julian nasceu, seu pai estava em turnê.
 
O casal não sobreviveu ao encontro entre John e Yoko Ono em 1965 ou 1966, segundo diferentes versões, e se divorciou em 1968, quando o músico se uniu à artista japonesa. O ex-Beatle foi assassinado em 1980, em Nova York, por um fã que o perseguia. Yoko e o único filho do casal, Sean, continuam morando na mesma cidade.

Depois da separação, Cynthia Lennon se casou mais três vezes, mas acabou resgatando o sobrenome do primeiro marido. Ela enviuvou em março de 2013.

Homenagem de Yoko 

Yoko Ono divulgou um comunicado no qual declarou estar "muito triste com a morte de Cynthia", a quem saudou como uma "grande pessoa e maravilhosa mãe de Julian".

"Tinha um grande amor pela vida e estou orgulhosa de como nós, mulheres, nos mantivemos firmes na família dos Beatles. Por favor, unam-se a mim para enviar amor e apoio a Julian neste momento muito triste. Amor, Yoko", acrescentou.