BEM-ESTAR
07 motivos que explicam porque não conseguimos dormir mesmo estando com sono
Engana-se quem pensa que apenas celulares e computadores são os reponsáveis. O principal causa de noites mal dormidas é a preocupação com finanças e questões econômicas
01/04/2015 - 10h06 | - Atualizado em 01/04/2015 - 10h23 Mariane Montedori
mariane.montedori@rac.com.br

Foto: Divulgação.
Dormir bem é indispensável à saúde das pessoas e contribui para o bem-estar do indivíduo
Dormir bem é indispensável à saúde das pessoas e contribui para o bem-estar do indivíduo
Ah! Nada como uma boa noite de sono... Além de relaxar o corpo e renovar as energias, dormir bem possibilita um dia seguinte mais calmo e tranquilo. Mas nem todo mundo desfruta de um sono profundo e revigorante. A insônia é presente na vida de muitos e suas consequências vão desde olheiras profundas até problemas na saúde. Mas afinal: por que não conseguimos dormir mesmo estando com sono?

Entre as causas mais comuns, estão preocupações e estresse durante o dia. Mas a ingestão de alimentos com cafeína e também devem ser considerados. Seja como for, um estudo realizado pela pela Philips mostrou que 57% das pessoas poderiam ter noites de sonos muito melhores. O 'Sleep: A Global Perspective' foi uma pesquisa global feita no Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, Holanda, França, Alemanha, Coreia do Sul, China, Japão e Austrália, e investigou o comportamento e os hábitos das pessoas em relação ao sono. O resultado foi publicado por meio da revista 'Exame'. 

Você também poderá se interessar por:
- 6 conselhos budistas para uma vida equilibrada e feliz

Engana-se quem pensa que o uso do smartphone ou computador na cama seja o grande vilão. Claro que esses itens podem vir a atrapalhar seu repouso. Mas de acordo com o levantamento, a principal causa de noites mal dormidas é a preocupação com finanças e questões econômicas. Abaixo, confira 88888 situações que atrapalham seu sono segundo a pesquisa. 

1. Em primeiro lugar, está a preocupação com as finanças
As contas a pagar tem tirado o sono de 84% da população que a pesquisa abrangeu. Isso evidencia que o peso do dinheiro, ou da falta dele, sobre a qualidade do sono é grande. O Brasil foi o grande destaque, já que 39% das pessoas do país que responderam ao questionário declararam o problema. 

2. Em segundo lugar... o trabalho nosso de cada dia
Quem é que não passa estresse no trabalho? Pois esse é justamente o motivo que contamina o momento de descanso consideravelmente em todos os países participantes da pesquisa. Momentos estressantes do dia parecem perdurar durante a noite e não te deixam dormir. Lembre-se: problemas do trabalho devem ser deixados no trabalho. Tente fazer algum exercício revigorante ou algo que te deixe mais tranquilo. Uma caminhada no fim da tarde pode ser um grande aliado. 

Você também poderá se interessar por:
- Como encontrar o equilíbrio emocional em três passos essenciais

3. Doença como gripe
Se quando você fica doente seu sono parece te consumir, agradeça. Isso porque para muitas pessoas, ficar doente ou ter um desconforto físico pode prejudicar muito o sono, apesar de parecer contraditório. A pesquisa da Philips aponta esta causa como o terceiro fator que mais atrapalha o descanso noturno, com 23% das respostas. Mesmo ficando de cama, dormir bem é, de fato, tarefa difícil para quem não está bem de saúde.

4. Distração com tv e itens tecnológicos 
Aquela espiadinha no Whatsapp e distrações ligadas ao Smatphone e computadores no  geral aparem em quarto lugar na lista de atividades que atrapalham o sono. 

5. Preocupação com terceiros
Em quinto lugar na lista de maiores problemas para o sono está a preocupação com a saúde de um membro da família, cujo índice chegou aos 18%. Afinal, como relaxar para dormir sem pensar na possibilidade de receber uma triste ligação no meio da noite?

6. O ronco
Roncar não prejudica apenas quem está emitindo o incômodo som, mas também quem está ao lado. Por isso, o estudo da Philips mostrou que, para 17% das pessoas, ter um parceiro com problemas de sono é o que mais atrapalha o descanso.

7. Café, coca e derivados
Para 16% das pessoas, o maior fator que torna as noites mais difíceis é o consumo de cafeína ou outros estimulantes pouco tempo antes de ir para a cama. Outros estudos já comprovaram que não vale a pena comer chocolate, tomar café, chá ou consumir bebidas alcoólicas à noite, justamente para afastar esse risco.

Veja também