ENTREVISTA
Padrasto de Kim Kardashian diz ser mulher
Ex-atleta olímpico, Bruce Jenner, de 65 anos, disse que "para todos os efeitos" já era uma mulher
25/04/2015 - 12h54 | - Atualizado em 28/04/2015 - 18h08 France Presse
Foto: Reprodução/ABC.
Jenner concedeu uma entrevista a jornalista americana Diane Sawyer
Jenner concedeu uma entrevista a jornalista americana Diane Sawyer
O ex-atleta olímpico e membro de uma das famílias mais famosas da televisão americana, Bruce Jenner, reconheceu nesta sexta-feira (24) que "para todos os efeitos, sou uma mulher".

Em uma entrevista de duas horas concedida à jornalista Diane Sawyer, o ex-atleta afirmou que desde pequeno tenta lidar com sua identidade sexual. "Sempre me senti confuso sobre a minha identidade de gênero", explicou Jenner, de 65 anos, padrasto de Kim Kardashian, uma das celebridades mais populares dos Estados Unidos.

"Aqui estou, preso - e odeio esta palavra -, uma mulher presa no corpo de um homem. Por hora, sigo tendo todas as partes íntimas masculinas", explicou, sem conter as lágrimas. Mas sem titubear um segundo, Jenner deixou claro quem é: "para todos os efeitos, sou uma mulher".

As especulações sobre suas possível transição começaram no final do ano passado, quando circularam na imprensa fotografias que evidenciavam as mudanças físicas.

Jenner guardou o silêncio até a última sexta-feira (24), carregando no ombros o peso desta realidade sendo visto pela sociedade como um atleta bem-sucedido que conquistou uma medalha olímpica no decatlo nos jogos de Montreal-1976. Sua imagem pública também fez com que mantivesse em segredo esta mudança.

Desde 2007 ele participa do reality show "Keeping Up With The Kardashians", que narra sua vida, a de sua agora ex-esposa Kris e a dos oito filhos criados pelo casal, entre eles as famosas Kim, Kourtneye e Khloe.

Jenner indicou que, por enquanto, não se sente identificado com nenhum nome de mulher e esclareceu que não é homossexual.

"Até onde sei, sou heterossexual. Sempre estive com mulheres criando filhos", afirmou.

A confissão agitou as redes sociais e foi aplaudida por grupos que defendem os direitos dos LGBT.

Jenner conta com o apoio absoluto de sua numerosa família, que não deixou de expressar seu orgulho e admiração nas redes sociais.

A matriarca do clã, Kris Jenner, tentou resumi-lo em uma mensagem no Twitter: "Não só pude chamá-lo de marido durante 25 anos e pai dos meus filhos, mas agora também posso chamá-lo de meu herói".

Por sua vez, Kim assegurou que "amor é ter a coragem de viver a melhor e mais verdadeira versão de si mesmo. Bruce é amor", enquanto sua irmã Khloe afirmou que "os pais são realmente heróis".
Veja também