NOTA DE FALECIMENTO
Morre no Rio de Janeiro, aos 65 anos, o diretor Roberto Talma
Talma sofreu falência múltipla dos órgãos. Ele faria 66 anos no próximo dia 29
23/04/2015 - 09h20 | - Atualizado em 23/04/2015 - 09h21 Agência Estado
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação.
O diretor Roberto Talma
O diretor Roberto Talma
Morreu às 2h43 desta quinta-feira, 23, o diretor e produtor da TV Globo Roberto Talma, aos 65 anos. Internado desde março no Hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio, Talma sofreu falência múltipla dos órgãos. Ele faria 66 anos no próximo dia 29.

O diretor deixa um filho, Rafael Talma, fruto de seu casamento com a atriz Maria Zilda Bethlem. Ao Bom dia Brasil, da TV Globo, Zilda afirmou que Talma inovou na linguagem das telenovelas. "Ele Fez muitas coisas, inovou muito a linguagem nas telenovelas principalmente, nos musicais. Era uma pessoa muito talentosa. Brilhante, brilhante, brilhante... Brotavam na cabeça dele sem parar ideias boas, e que ele executava, divinamente", declarou.

Talma chegou à Globo em 1969, depois de ser coordenador de programação da TV Rio trabalhar nas TVs Excelsior e Tupi. Na emissora, dirigiu novelas de sucesso como Saramandaia, a segunda versão das novelas Gabriela e O Astro. Entre as minisséries que constam no currículo do diretor estão Anos dourados, Anos rebeldes e Os Maias.

A influência artística veio do berço. Nascido em São Paulo, mudou-se com a família para o Rio de Janeiro na década de 60. Os pais eram proprietários de um circo no interior do estado. A mãe do diretor era bailarina e o pai trabalhou na televisão, e chegou a coordenar a programação da TV Rio.

Em outubro de 2002, precisou ser internado às pressas após sofrer um enfarte. Por causa da doença, ficou dois meses afastado da televisão. Seu último trabalho foi em 2013, quando produziu o filme Dores de amores, com direção de Raphael Vieira. Na TV, foi o remake de Gabriela, em 2012.