SERÁ QUE MUDA?
Em conversa com a Globo, CBF pode acabar com jogos às 22h
Para Marco Polo Del Nero, o horário não agrada mais o torcedor brasileiro
20/04/2015 - 16h08 | - Atualizado em 20/04/2015 - 16h18 Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação.
Atualmente a Globo é a detentora dos direitos de transmissão dos principais campeonatos do país
Atualmente a Globo é a detentora dos direitos de transmissão dos principais campeonatos do país
Marco Polo Del Nero, que preside a CBF desde a última quinta-feira (16),  concedeu entrevista ao site da ESPN falando sobre o possível fim dos jogos de futebol às 22h.

Segundo ele, o horário não agrada mais o torcedor brasileiro. Mas, de acordo com Del Nero, já agradou um dia. 

"Olha, com a Globo, pelo menos em São Paulo, ela nunca nos exigiu nada. Nada mesmo. A gente manda a nossa programação, ela nos pede alguns ajustes e nós devolvemos com o que podemos mexer. Mas não há exigência",disse.

"Lá atrás, o horário das 22 horas era o melhor para o torcedor, a gente tinha estatísticas nesse sentido. Mas hoje isso mudou. Esse horário já não é mais o melhor. Então, se não é o melhor, vamos tentar mudar com a Rede Globo. Temos que discutir esse problema. [Tem que ser] Um horário que o torcedor goste. Das 21h30, por exemplo. Até 21h30 eu acho que já ajuda", finalizou o mandatário.

Resta a nós torcer para que o horário dos jogos mude porque, cá entre nós, 22h é muito tarde, né?! As informações são do site 'Na Telinha'.