RETORNO?
Liam e Noel Gallagher, da banda Oasis, podem fazer as pazes
Irmãos romperam em 2009 e decretaram o fim do grupo britânico após muitas brigas
31/03/2015 - 17h19 | - Atualizado em 31/03/2015 - 22h00 Agência Estado
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação.
Liam (esquerda) declarou que Noel (direita) está 'mais agradável'
Liam (esquerda) declarou que Noel (direita) está 'mais agradável'
O ex-vocalista do Oasis, Liam Gallagher, parece ter dado no último domingo (29) mais um passo para reatar o relacionamento com seu irmão mais velho, ex-guitarrista do Oasis, rompido em 2009 após brigas e mais brigas, ao declarar à revista NME: “Noel (Gallagher) está um pouco mais agradável”.

Na ocasião, Liam também disse ter muitas semelhanças com o excêntrico John Lennon e que seu irmão mais velho e ex-parceiro de banda é mais parecido com o baixista dos Beatles, Paul McCartney. “Lennon e McCartney eram bem diferentes, mas ambos ótimos. Gosto mais das coisas bonitas e malucas de Lennon. McCartney era como Noel, agradável. Lennon era mais excêntrico e eu gosto dessa loucura”, afirmou ainda Liam.

Depois de anos nos quais a dupla pouco se falou, preferindo trocar ‘amabilidades’ via redes sociais e mídia em geral, um bom indício de que eles podem estar ‘fazendo as pazes’ foi o fato de o ex-líder da banda Beady Eye (que acabou em outubro de 2014), Liam, ter ido a um show da turnê de seu irmão Noel com sua banda High Flying Birds.

Pouco antes do espetáculo, no começo de março, o cantor de 42 anos postou no Twitter uma mensagem que dizia: “Acesso a todas as áreas nos bastidores do show”. E publicou uma foto segurando uma credencial para o concerto da High Flying Birds, quando também desejou sorte ao irmão em suas apresentações em Manchester e Londres. Liam ainda escreveu um post enigmático: “Show em casa nesta segunda (9) à noite, mantenha-se perigoso LG x (sic)”, numa referência a Manchester, cidade natal dos Gallaghers.

Recentemente, Noel revelou que ele e seu irmão mais novo voltaram a conversar, após se encontrarem em uma partida de futebol do Manchester City, time do coração dos manos. Sobre a carreira, Noel, de 47 anos, contou, em entrevista à revista Loaded, ter perdido dinheiro na carreira solo. “Tudo o que fiz depois de deixar o Oasis, saiu do meu bolso. Perdi alguns milhões e ainda menti para a minha mulher, que surtou quando descobriu. Eu não queria assinar com nenhuma gravadora. Ainda bem que deu certo.”

Noel, que lançou seu mais recente disco, Chasing Yesterday, agora em março, quer se aposentar dos shows ao vivo no máximo em dez anos, revelou à revista. “Tudo vai depender de quanto tempo ainda aguento. Não consigo me imaginar viajando em turnê preso em um ônibus daqui a dez anos. É bom quando se é jovem, mas estou chegando aos 50. Enquanto meu cérebro e meus ossos aguentarem, vou compor”, explicou ainda o guitarrista. Em relação ao futuro, Noel deve participar, nos Estados Unidos, do talk-show The Late Late Show With James Corden, que ainda não tem data prevista de estreia.