POLÊMICA
Estudante come barata em concurso escolar no Peru
Vencedor da brincadeira teria direito a uma viagem para Cancún, no México
23/03/2015 | - Atualizado em 23/03/2015 - 20h36 France Presse
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Reprodução/Twitter.
Presidente peruana criticou a gincana no Twitter
Presidente peruana criticou a gincana no Twitter
Uma menor teve de comer baratas em um concurso escolar no Peru para ganhar uma viagem a Cancún, o que causou grande polêmica no país. A disputa foi transmitida na última sexta-feira (20) pela emissora de televisão Frecuencia Latina.
 
"Realmente inaceitável! Que humilhação! Descemos até o nível mais baixo!", escreveu a primeira-ministra peruana, Ana Jara, em sua conta na rede social Twitter, expressando sua indignação com a prova do programa escolar do concurso "O último passageiro".

Os produtores do programa tentaram minimizar a polêmica. "As baratas são nojentas, sim, ainda mais as do esgoto. Não foram essas as usadas no desafio. Foram outro tipo, criadas, limpas!", tuitou um membro da produção do programa.

"Essa explicação cai no cinismo!", rebateu a primeira-ministra.

"Nossa culpa esteve em não deixar claro que era um animal comestível, aprovado por médicos e especialistas e até recomendado por instituições tão sólidas e fidedignas quanto a OEA (sic)", afirmou no Facebook Jesús Alzamora, um dos apresentadores do programa, possivelmente se referindo à Organização Mundial de Saúde (OMS), em vez da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Repercussão

As redes sociais explodiram no fim de semana em críticas ao programa de televisão e em pedidos às autoridades para que intervenham nesse tipo de concurso. A raiva da população aumentou ainda mais depois que o apresentador do programa, Adolfo Aguilar, declarou que o incidente não lhe "parece nada grave (...) é apenas entretenimento puro".

Na prova realizada na sexta-feira, uma menina teve de comer uma salada de alface temperada com mais de meia dúzia de baratas, segundo as imagens da TV. O objetivo era ganhar uma viagem ao balneário mexicano de Cancún com os colegas de classe.