#SWISS LEAKS
Atores Globais e classe artística possuem conta no HSBC da Suiça
Claudia Raia, Edson Celulari, Maitê Proença, Paulo Coelho, Marília Pêra e Ricardo Medina são alguns dos brasileiros com conta no exterior
23/03/2015 | - Atualizado em 23/03/2015 - 13h29 Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
Atores Globais e classe artística possuem conta no HSBC da Suiça
 
Personalidades conhecidas de todo o brasileiro estão listadas no #Swissleaks, dados do banco do HSBC da Suiça que mostram mais de 100 mil correntistas. Só no Brasil, 16 nomes personalidades da cultura nacional constam na lista de mais de 8,6 mil brasileiros relacionados a contas na agência de “private bank” do HSBC, em Genebra, na Suíça.
 
As informações são do jornalista e blogueiro Fernando Rodrigues e do jornal O Globo. Os dados coletados referem-se às movimentações realizadas entre os anos de 1988 e 2007.
 
As celebridades que estão na lista de correntistas possuem em comum recursos financeiros que já obtiveram advindos de leis de fomento, como a Lei Rouanet e o Fundo Nacional de Cultura, mas não é possível fazer relação entre esse dinheiro e aquele que circulou nessas contas do HSBC na Suíça.
 
Segundo o levantamento, dos listados, apenas o apresentador Jô Soares e o diretor de TV Ricardo Waddington não receberam recursos públicos por meio de leis de fomento. De acordo com o levantamento das duas publicações, até 2015, os artistas listados receberam mais de 50 milhões de reais do governo.
 
LISTADOS:
 
 - Os atores Claudia Raia e Edson Celulari, que se separaram em 2010, são apresentados como donos de uma conta conjunta entre maio de 2004 e novembro de 2006. Em 2006/2007, a conta tinha um saldo de 135.723 dólares.
 
- O ator Francisco Cuoco também é listado como correntista do banco desde setembro de 1994. Em 2006/2007, a conta tinha um saldo de 116.240 dólares.
 
- A atriz Marília Pêra aparece como detentora de uma conta desde fevereiro de 1999, com saldo de 834.133 dólares em 2006/2007. A também atriz Maitê Proença é apresentada como dona de uma conta aberta em abril de 1990 e com saldo de 585.241 dólares. A atriz nega que tenha uma conta em banco suíço.
 
- O apresentador de TV Jô Soares é listado como correntista entre fevereiro de 1997 e janeiro de 2003 na agência. Seu nome aparece ligado a duas pessoas jurídicas, Lequatre Foundation, de Liechtenstein, e a Orindale Trading, nas Ilhas Virgens Britânicas. Ao jornal O Globo, o apresentador afirmou que era correntista de uma conta do HSBC em Nova York e que desconhece as duas entidades a ele relacionadas.
 
- O publicitário Roberto Medina, idealizador do Rock In Rio, é registrado como correntista entre os anos 1990 e 2000. 
 
 - Já o músico Tom Jobim, falecido em 1994, aparece como titular de uma conta entre dezembro de 1993 e junho de 1995. A viúva do músico, Ana Lontra Jobim, é listada como detentora de três contas entre dezembro de 1993 e agosto de 1995.
 
- O cineasta Andrew Waddington (conhecimento como Andrucha) aparece dividindo uma conta com o irmão Ricardo Waddington, atualmente diretor da TV Globo. Segundo o blog do Fernando Rodrigues, a conta foi aberta em março de 1997 e fechada em janeiro de 2000. Ricardo nega a existência da conta.
 
- Outro cineasta que consta nos registros do HSBC é Hector Babenco, que detinha uma conta entre abril de 1988 e junho de 1992. O cineasta também nega a existência da conta.