PREVINA-SE

3 formas inocentes de contrair HPV que você nem imaginava

HPV é a abreviação de papilomavírus humano, um dos principais desencadeadores do câncer de colo de útero
27/03/2015 | - Atualizado em 27/03/2015 - 21h31 Mariane Montedori
mariane.montedori@rac.com.br
Foto: Divulgação
Ao fazer a depilação com cera, certifique-se de que ela seja descartada após o processo
Ao fazer a depilação com cera, certifique-se de que ela seja descartada após o processo
 
Comumente conhecido por sua transmissão através da relação sexual, o papilomavírus humano (HPV), um dos principais desencadeadores do câncer de colo de útero, também pode ser transmitido de outras maneiras incomuns, que a gente normalmente nem imagina que merecessem tanto cuidado! 

A principal forma de transmissão do HPV a gente já sabe: é por meio da relação sexual, no contato pele com pele. No entanto, a transmissão também pode acontecer quando em contado pele-mucosa e mucosa-mucosa sem que se tenha, obrigatoriamente, uma relação sexual. Estranho? Nem tanto... até mesmo em uma depilação é possível contrair HPV. Separamos 3 formas habituais que merecem ser olhadas com carinho e atenção, para não prejudicar sua saúde. 

1. Depilação
A transmissão do vírus pode acontecer caso a depilação seja na região íntima. Portanto, cuidado! Como o vírus é resistente a determinados ambientes e temperaturas mesmo que elevadas, a cera reutilizada pode ser um meio de contágio se, anteriormente, esteve em contato com o HPV. Por isso, o ideal é sempre descartar a cera após toda depilação.

Você também poderá se interessar por:
- Região Íntima: formatos e cuidados que garantem uma depilação perfeita

2. Na hora do parto
Conhecida como transmissão vertical, o médico explica que pacientes com lesões no canal vaginal e vulvar, podem acabar transmitindo HPV ao bebê durante o parto pelo contato direto com as lesões. 

3. Roupas íntimas e tolhas de banho
Apesar de mais difícil, não se pode descartar a possibilidade de contaminação por roupas íntimas e toalhas de uso comum. Objetos sexuais que estejam contaminados com HPV também facilitam o contágio.

Agora que você já sabe, lembre-se: todo cuidado é pouco.
 
Veja também