CARREIRA

3 coisas que as crianças podem te ensinar sobre liderança

Fazer perguntas, ainda que elas sejam incômodas, é um dos passos para aprimorar os métodos de trabalho da sua equipe
16/03/2015 | - Atualizado em 16/03/2015 - 09h45 Universia Brasil
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Getty Images
Saber observar os pequenos pode te trazer melhoras na conduta profissional
Saber observar os pequenos pode te trazer melhoras na conduta profissional


É comum que profissionais busquem conselhos sobre gestão e liderança em pessoas bem-sucedidas, encarando suas trajetórias e atitudes como exemplos de conduta ou então guias para alcançar o sucesso. No entanto, são poucos aqueles que sabem que não é preciso observar a carreira de Steve Jobs para compreender as qualidades dos grandes líderes, afinal as crianças, ainda que estejam entrando agora no jardim de infância, têm muito a ensinar sobre como comandar uma equipe.

Para que você possa entender de quais modos o comportamento dos pequenos pode te ajudar a aprimorar suas habilidades como líder, o site 'Universia Brasil' reuniu alguns exemplos. Olha Só:

1 – Faça perguntas
As crianças tradicionalmente são pessoas curiosas que gostam de entender o motivo para que as coisas sejam do jeito que são e, por isso, costumam encher os adultos de perguntas, embora eles nem sempre tenham as respostas de imediato. Mas, ainda assim, nada impede que elas continuem dizendo “por quê?”.

Uma postura análoga é essencial para conseguir melhorar os resultados da sua equipe, ainda que eles já sejam positivos. Imagine a seguinte situação no ambiente profissional: numa conversa com outro funcionário da empresa, você o questiona sobre os motivos para que ele desenvolva determinados projetos daquela maneira específica. Se a justificativa dele em algum momento for “faço as coisas deste modo porque sempre foi assim”, é provável que exista espaço para repensar o funcionamento desta parte da companhia e até mesmo implementar inovações, ou seja, otimizar o processo produtivo.

2 – Vá direto ao ponto
Outro hábito das crianças é falar o que pensam sem muito rodeio, mostrando total transparência com seu interlocutor. Ainda que existam algumas ressalvas a este comportamento, claro, como a necessidade de ter tato para não ofender ninguém ao exprimir sua opinião, a honestidade e objetividade são características procuradas num líder, sobretudo no mercado de trabalho, afinal é desejo tanto da empresa quanto da equipe melhorar seus desempenhos. Portanto, se você quiser aprimorar sua gestão, não tenha medo de voltar a sua infância e ser completamente sincero nas suas críticas.

3 – Não tenha medo de mudar de ideia
Alguns profissionais, temendo parecer indecisos ou apenas por uma questão de orgulho, mantêm decisões tomadas anteriormente, ainda que saibam que seus fundamentos estão equivocados. Crianças, por sua vez, não têm receio de mudar de ideia em questão de horas quando percebem que estavam erradas. Qual delas é mais eficiente para garantir de que seus projetos serão bem-sucedidos?

Logo, repense sim suas decisões passadas e veja o que você enxerga de diferente nelas hoje. Por exemplo, aquela medida que você deixou de colocar em prática no ano passado devido às circunstâncias daquela época não poderia ser aplicada agora? Assim, é mais provável encontrar abordagens diferentes e novos caminhos para sua equipe que antes não eram nem imaginados. Ainda que você não mude seus planos, você pelo menos terá certeza de que está agindo corretamente.
 
Veja também