FETICHE
Cinco livros eróticos que você não conhece
Opções não faltam para aguardar a apimentada estreia do filme '50 tons de cinza'; confira a lista
02/02/2015 | - Atualizado em 02/02/2015 - 15h04 Mariane Montedori
mariane.montedori@rac.com.br


Enquanto você está aí, ansiosa pelo lançamento de '50 tons de cinza', separamos alguns livros que tratam sobre o mesmo assunto! Alguns, inclusive, mais populares que a obra de EL James! Resta saber se são mais quentes... Mas isso você pode descobrir sozinha ;) Olha Só:

5. Trilogia 'Peça-me o que quiser'
Foto: Divugação.
Trilogia 'Peça-me o que quiser'
Trilogia 'Peça-me o que quiser'
A autora Megan Maxwell ficou conhecida como “A Grey Espanhola”, em referência ao personagem Grey de “50 Tons de Cinza”. Os três livros da série ('Peça-me O Que Quiser', 'Peça-me O Que Quiser Agora e Sempre' e 'Peça-me O Que Quiser Ou Deixe-me') conta a história de Judith Flores, a jovem secretária do alemão Eric Zimmerman, combinando sempre erotismo e romantismo. A série fez tanto sucesso que, a pedido dos fãs, a autora lançou um spin-off, o 'Supreenda-me', um livro que traz personagens secundários da trilogia e que promete ser ainda mais picante.

4. Butterfly
Foto: Divugalção.
Butterfly, de Kathryn Harvey
Butterfly, de Kathryn Harvey
Kathryn Harvey usou Rodeo Drive, uma das ruas mais famosas e mais caras de compras do mundo, como ambiente para constituir sua história. No andar de cima de uma loja de roupas masculinas existe um clube exclusivo, onde as mulheres são convidadas a deixar suas vidas de lado e serem o que quiserem. A história gira em torno de 4 mulheres: Jessica, que gosta da ideia de que os homens são machos e que as mulheres devem satisfazê-los; Trudie, que dispensa tabus e gosta de ser desafiada; Linda e sua atração por máscaras, e, por fim, a própria dona do clube Butterfly, uma mulher misteriosa, que mudou de identidade e esconde seu passado. No entanto, ela quer revelar seu passado para poder “concretizar sua obsessão secreta”.

3. A Vida Sexual de Catherine Millet
Foto: Divugação.
A Vida Sexual de Catherine Millet
A Vida Sexual de Catherine Millet
Para quem gosta de livros eróticos com histórias reais, aposte nesse livro. O livro virou um best-seller e nele a autora narra histórias de sua vida sexual para lá de apimentada. São histórias de orgias em grupos de até 150 desconhecidos. Os cenários são os mais variados: estradas, casa de amigos, clubes etc. Além das descrições detalhadas, o livro conta ainda com fotos.

2. 120 dias de Sodoma 
Foto: Divulgação.
120 dias de Sodoma
120 dias de Sodoma
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Se você quer quer conhecer um clássico da literatura erótica, leia '120 Dias de Sodoma'. Pelo nome do autor, 'Sade', você deve imaginar que tenha alguma coisa a ver com sadismo… Tem tudo a ver com sadismo! Esse tipo de fetiche recebeu esse nome por causa das histórias narradas pelo marquês. Seus livros causam repulsa e encanto desde o século XVIII. Em '120 Dias', conhecemos a história de 4 homens que decidem viver orgias com 46 pessoas durante 4 meses. A ideia é experimentar os mais diversos tipos de 'vícios' sexuais. Se você vai amar ou odiar, só lendo para saber.

1. Trópico de Câncer
Este livro foi descrito, em sua época, como “notório por sua sexualidade explícita”. Ele foi publicado em 1934 e banido nos Estados Unidos, voltando a ser lido apenas na década de 60. O livro é uma mistura de ficção e realidade na literatura erótica, já que muita coisa (incluindo personagens) foi retirada da vida do autor durante sua estadia em Paris, quando ainda não tinha fama. “Trópico de Câncer” é considerado um dos grandes clássicos da literatura erótica porque, além de falar sem papas nas línguas sobre sexo, ele aborda temas como pobreza, solidão etc

E agora, para os leitores assíduos por literatura nacional, aliado ao tema 'literatura erótica'... um bonus:
 
Foto: Divugação.
A casa dos Budas Ditosos
A casa dos Budas Ditosos
A casa dos Budas Ditosos

Escrito sob encomenda para integrar uma série de livros sobre os pecados capitais, o tema de João Ubaldo foi 'luxúria'. Em apenas 164 páginas conhecemos as histórias contadas por uma senhora de 68 anos. São memórias de sua vida, em especial, sexual e de como ela tentou experimentar tudo o que o sexo poderia proporcionar. A leitura promete ser não apenas erótica, mas também divertida.

Vale lembrar que '50 tons de cinza' tem estreia marcada para 12 de fevereiro, lançamento nacional!