JUSTIÇA

Decisão de juiz pode tirar o WhatsApp do ar

Operadoras de telefonia foram notificadas e tentam reverter a situação
25/02/2015 | - Atualizado em 25/02/2015 - 19h55 Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Reprodução
Aplicativo de mensagens instantâneas é um dos mais utilizados atualmente pelos usuários
Aplicativo de mensagens instantâneas é um dos mais utilizados atualmente pelos usuários
O juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos de Teresina, no Piauí, determinou a suspensão do WhatsApp em todo o país. O magistrado quer que as operadoras de telefonia suspendam o funcionamento do aplicativo "até o cumprimento de ordem judicial", segundo informou o site do jornal 'O Globo'.
 
Como o processo corre em segredo de justiça, não há mais detalhes sobre os motivos que levaram o juiz a tomar a decisão. No entanto, a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Piauí informou ao site que a suspensão foi determinada porque o serviço não tirou de circulação imagens pornográficas de crianças e adolescentes. O conteúdo é investigado pela Polícia Civil do estado. 
 
O magistrado tomou a decisão em 11 de fevereiro, mas as empresas só teriam sido notificadas no último dia 19.  O prazo para a suspensão é de 24 horas e as operadoras tentam reverter a decisão. Procurado, o WhastApp ainda não se manifestou oficialmente.
 
Veja também