BUCARESTE

Brasileiros participam de competição de matemática na Romênia

A competição reúne representantes de países que tiveram bom desempenho na Olimpíada Internacional da Matemática
23/02/2015 | - Atualizado em 23/02/2015 - 09h43 Da Agência Brasil
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
Avaliação foi feita com 134 mil estudantes na América Latina e Caribe
Avaliação foi feita com 134 mil estudantes na América Latina e Caribe


Seis estudantes brasileiros vão demonstrar suas habilidades em matemática ao representar o país em uma competição na Romênia, a partir do próximo dia 25. Os brasileiros vão enfrentar adversários de países como Estados Unidos, Rússia, México e França. A 7ª edição da Romanian Master of Mathematics vai até o dia 1° de março na cidade de Bucareste.

A competição reúne representantes de países que tiveram bom desempenho na Olimpíada Internacional da Matemática. Serão dois dias de provas e em cada um deles os estudantes vão resolver três questões matemáticas dentro de um prazo estabelecido. Os vencedores recebem medalhas.

Esta será a segunda olimpíada internacional do estudante Gabriel Domingos, de 17 anos. Embora seu contato com a matemática seja constante, ele conta que, durante as férias, estudou para se preparar para a competição.

“Aposto que todos que vão participar passaram boa parte das férias estudando, fazendo exercícios”, disse Gabriel. “A expectativa é sempre dar o melhor, mostrar o potencial, e a medalha é sempre bem-vinda”, acrescentou.

O líder da equipe brasileira, Bruno Holanda, conta que os estudantes que vão à Romênia já participaram de outros eventos nacionais e internacionais e estão preparados para enfrentar o desafio. Segundo ele, a maior premiação alcançada pelo Brasil nessa competição foi a medalha de prata e a expectativa é que este ano o desempenho seja semelhante ao obtido nos anteriores.

Para ele, o benefício dos estudantes ao aprofundar o estudo da matemática vai além dos prêmios. “O aluno começa interagir cedo com pessoas de outros países, conhece outras culturas e faz o intercâmbio estudantil. Muitos dos que participam de olimpíadas internacionais conseguem entrar em boas universidade no Brasil e no exterior”. disse Holanda. Ele destacou que o reconhecimento obtido pelos jovens nesses eventos incentiva outros estudantes a se inscrever em olimpíadas.

A participação brasileira na competição é organizada pela Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM). A OBM é uma iniciativa conjunta do Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada e da Sociedade Brasileira de Matemática, com o apoio de diversos órgãos.