Publicidade
O papo que rola

Exposição inédita A Jornada dos Rinocerontes chega ao Parque D. Pedro Shopping

Eles habitam a Terra há 50 milhões de anos e estão ameaçados de extinção. Para sensibilizar a população sobre a...
23/02/2015 - 10h05 - Atualizado em 23/02/2015 - 10h05 |
Exposição inédita A Jornada dos Rinocerontes chega ao Parque D. Pedro Shopping
Exposição inédita A Jornada dos Rinocerontes chega ao Parque D. Pedro Shopping

Eles habitam a Terra há 50 milhões de anos e estão ameaçados de extinção. Para sensibilizar a população sobre as questões relacionadas à extinção de algumas espécies, o Parque D. Pedro Shopping traz, de 26 de fevereiro a 15 de março, a exposição inédita “A Jornada dos Rinocerontes”, do fotógrafo documental Érico Hiller, com patrocínio da Sonae Sierra Brasil.



Os rinocerontes são grandes mamíferos que habitam as savanas e florestas tropicais da África e Ásia. Eles são caçados e abatidos ilegalmente para a retirada do chifre (feito de queratina), utilizado, supostamente, com finalidade medicinal, sem comprovação científica.



“Através da arte de fotografar, Hiller retrata um cenário de extinção deste animal. A beleza das imagens mexe com a sensibilidade humana e convida à reflexão. É uma mostra voltada para toda a família e também aos amantes da fotografia”, diz Joana Corsi, gerente de Marketing do Parque D. Pedro Shopping.



Para denunciar a caça ilegal, Hiller, fotógrafo da National Geographic Brasil, percorreu, em 2014, quatro países africanos como Zimbábue, Moçambique, África do Sul e Quênia. A mostra reúne 24 fotos montadas em painéis de 80x80, com textos descritivos em primeira pessoa.



O trabalho autoral de Hiller começou em 2007. Durante uma viagem à África do Sul, quando ele teve contato pela primeira vez com um rinoceronte. Sensibilizado com a situação, começou exaustiva pesquisa sobre o animal que habita nosso planeta milhões de anos.



“Não dá para fecharmos os olhos para o problema da caça ilegal. É um absurdo que este animal possa ser extinto nos próximos cinco anos, na nossa geração. É uma questão tão grave e perturbadora que temos de nos posicionar”, diz Érico Hiller.





Em seus cliques, ele vai além da grave situação destes animais, e denuncia ainda as dificuldades das pessoas e organizações que combatem e lutam contra o extermínio dos rinocerontes.

Hiller também foi um dos últimos a fotografar Suni, o rinoceronte branco do norte que morreu em outubro do ano passado, no Quênia, causando uma enorme comoção. Ele era o penúltimo macho de sua espécie. Nascido em um zoológico da República Tcheca, ele tinha 34 anos. Agora restam apenas seis da espécie em todo o planeta.


 


Sobre Érico Hiller


Érico Hiller mora em São Paulo (SP) e é formado em Comunicação Social e Pós Graduado em Fotografia. Tem trabalhado como fotógrafo documental independente há 11 anos colaborando para algumas publicações brasileiras como National Geographic Brasil, Casa Vogue e Marie Claire. Érico é embaixador da Samsung no Brasil. Seus projetos de exposições e livros sempre apresentam uma temática humanitária. Em 2008 realizou um ensaio sobre as tensões sociais e ambientais em cidades da Argentina, Brasil, China, Índia, México e Rússia. Em 2012 publicou projeto sobre locais ameaçados como Ártico, Kilimanjaro e Maldivas. Este trabalho, Ameaçados, ficou em cartaz no Museu da Casa Brasileira em São Paulo em fevereiro e março de 2012 e também se transformou em um livro. Em 2013 trabalhou em um ensaio pessoal sobre locais que mudaram da noite para o dia como Nova York, Berlim, Ruanda e Cuba. E sua história atual é sobre os esforços de preservação dos rinocerontes na África.




SERVIÇO

A Jornada do Rinoceronte

Data: de 26/02 a 15/03/2015

Local: Entrada das Pedras – Parque D.Pedro Shopping

Horário: De segunda a sábado das 10h às 22h e domingos das 12h às 20h

Entrada gratuita



TAGS | Blog, RAC