TEM SIM SINHÔ
Circo é destaque no Sesc Campinas este mês
Seis espetáculos estão marcados entre os dias 10 e 31 de janeiro
07/01/2015 | - Atualizado em 07/01/2015 - 21h45 Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação.
Apresentações acontecem no Espaço Arena e tem entrada gratuita
Apresentações acontecem no Espaço Arena e tem entrada gratuita
O Sesc Campinas recebe a partir deste sábado (10) o projeto Tem Sim Sinhô, que reúne seis espetáculos circenses no Espaço Arena até o dia 31 de janeiro, com entrada gratuita. As apresentações reúnem o trabalho de dez companhias de circo do Estado de São Paulo.
 
A unidade campineira do Sesc fica na Rua Dom José I, 270/333, no bairro Bonfim.
 
Programação
 
IRMÃOS ZÍNGAROS
Sábado, 10 de janeiro, às 16h

Com os atores/palhaços Esteban Hetsch e Gonzalo Caraballo, da Companhia Circo Delírio, de São Paulo (SP). Ao explorar diferentes técnicas circenses e fundir diversas linguagens como circo, teatro, humor e improvisação, os Irmãos Zíngaros apresentam a rotina de seu dia-a-dia por meio de esquetes cômicas, técnicas circenses e malabares pouco convencionais.
 
CABARENA - MUNDO CIRCUS
Sexta-feira, 16 de janeiro, às 20h

Com as companhias Lucca Circus, Grupo Zibaldoni, Vatapá e Macaxeira, Os Profiçççionais, Mamute e Confraria dos Pândegos, todos de Ribeirão Preto (SP). No Cabarena, o Espaço Arena se transforma em um mix de cabaré e circo. A edição de janeiro mostra um pouco da cena circense de Ribeirão Preto, passando por modalidades como acrobacia, malabares e palhaçaria.
 
SHAKESPIRANDO
Sábado, 17 de janeiro, às 16h

Com os atores/palhaços Weslei Soares e João Rocha, da Cia. Canta Circo & Teatro, de São Paulo (SP). Os palhaços Cuíca e Batatinha encontram um livro no meio do caminho, objeto esse que serve de inspiração para essa dupla contar e encenar muitas histórias. Usando a linguagem do palhaço e recursos como música ao vivo, acrobacias e mágica, eles narram a vida de Shakespeare, mostrando como ele ainda pode ser muito popular nos dias de hoje.
 
PAN PÁ RA RAN PAN
Domingo, 18 de janeiro,  às 11h30

Com a Trupe de Peripécias, de São Paulo (SP). A história mistura técnicas tradicionais e contemporâneas da arte do circo. No espetáculo, o palhaço Tchutchuco se aventura em algumas profissões para conseguir sobreviver e faz muitas loucuras para isso. Primeiro, decide ser encantador de serpentes e depois mágico do circo. 
 
SE CHOVE NÃO MOLHA
Sábado, 24 de janeiro, às 16h

Com Circo Vox, de São Paulo (SP). Uma família de palhaços quer apresentar um espetáculo, mas eles se atrapalham ao fazer os números, que acabam sempre da forma errada. Depois desse “chove, não molha”, os três integrantes dessa atrapalhada família percebem que, ao final, sem querer, apresentaram um espetáculo divertidíssimo.
 
ARRUAÇA
Sábado, 31 de janeiro, às 16h

Com Circo Vox, de São Paulo (SP). Bobi e Judite aproveitam cada gesto, cada comentário da plateia para encaixar uma figura acrobática ou uma nova piada. Baseado totalmente em improvisações, Arruaça é esquematizado apenas pelas marcações dos truques e ideias de efeito, sendo conduzido pelo público e sua reação. Deste modo, cada espetáculo tem um formato diferente de apresentação.
 
Veja também