EM PORTUGAL

Universidade de Coimbra recebe inscrições pelo Enem

Instituição portuguesa é paga, mas considerada uma das mais conceituadas da Europa
15/01/2015 | - Atualizado em 15/01/2015 - 18h54 Agência Brasil
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
Processo a partir do Enem terá os resultados divulgados no dia 24 de janeiro.
Processo a partir do Enem terá os resultados divulgados no dia 24 de janeiro.
Com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em mãos, estudantes brasileiros podem se candidatar até a próxima segunda-feira (19) para vagas na Universidade de Coimbra, em Portugal. O resultado será divulgado no dia 24 de janeiro. Além do Enem 2014, a instituição aceita a candidatura daqueles que tenham feito as edições de 2012 e 2013.

A lista de cursos e mais informações sobre o processo seletivo estão disponíveis na página da instituição. Também na página estão os cálculos usados para as notas, que variam de acordo com o curso escolhido. Para ser aceito, a nota final não pode ser inferior a 600.
 
A Universidade de Coimbra é paga, mas os estudantes podem buscar financiamento na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e outros programas, além de apoio da própria instituição.
 
Conceituada

A Universidade de Coimbra é a instituição de ensino superior mais antiga de Portugal e uma das mais prestigiadas universidades europeias. Em 2013, foi incluída na lista do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Cerca de 23 mil estudantes estão matriculados na instituição. Desses, mais de 2 mil são brasileiros.

A partir de segunda-feira (19), os cerca de 6,2 milhões de estudantes que fizeram o Enem no ano passado poderão se candidatar a vagas no ensino público brasileiro pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O resultado do Sisu será divulgado no dia 26.
 
De acordo com nota divulgada pela Universidade de Coimbra, foi feito um ajuste nas datas para que os estudantes tenham os dois resultados e, caso sejam aprovados, possam escolher ficar no Brasil ou cursar o ensino superior em Portugal.
 
Veja também