LITERATURA
Programa Rascunho: Entrevista exclusiva com o autor Pedro Bandeira
Pedro é o escritor brasileiro de livros infanto-juvenis que mais vende no Brasil. Já recebeu vários prêmios, como o Prêmio APCA, da Associação Paulista de Críticos de Arte, o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, entre outros
02/12/2014 | - Atualizado em 04/12/2014 - 20h48 Mariane Montedori
mariane.montedori@rac.com.br


Poder conversar com o autor admirado é sempre um sonho de muitos leitores. Este foi o prazer que tive em conhecer e bater um papo com Pedro Bandeira, a pessoa que despertou em mim - e em milhares de pessoas, o gosto pela leitura. 
 
Foto: Reprodução/Tv Rac.
Pedro Bandeira fala com exclusividade ao Programa Rascunho, com a repórter Mariane Montedori
Pedro Bandeira fala com exclusividade ao Programa Rascunho, com a repórter Mariane Montedori
 
Ele chegou de mansinho, com os braços cruzados para trás, entrando pela porta da frente, como qualquer outro frequentador da Livraria. Olhou alguns exemplares em destaque nas rodas de frente de loja, e logo foi reconhecido pela nossa equipe. 
 
Estendi a mão para me apresentar, e fui surpreendida ao ser puxada para um abraço. A simpatia começou logo de cara. O convidei para sentar na seção infantil, onde um ambiente estava planejado para sua seção de autógrafos. Perguntei se podíamos começar e ele prontamente respondeu que sim. Falou direto, sem pretensão alguma e demonstrou total humildade durante toda conversa. 

Falamos sobre o lançamento de livro 'A droga da Amizade', pela editora Moderna , 14 anos após a última publicação da famosa série 'Os Karas'. E não paramos por aí! No vídeo, sem cortes, o autor se mostra apto à tecnologia e cita diversos pontos positivos. Fala sobre sua vida, sua carreira, o incentivo à leitura e como trabalha a questão psicológica em seus personagens. 

Em tom descontraído, repleto de risadas e trocadilhos, o premiado autor e o escritor que mais vende livros de literatura infanto-juvenil no Brasil, conversa com exclusividade ao 'Programa Rascunho' e deixa algumas mensagens aos leitores, que ultrapassam gerações.  Olha Só: