CINEASTA
Eduardo Coutinho é assassinado pelo seu próprio filho
Cineasta foi morto em sua própria casa, na noite do dia 02 de fevereiro
16/12/2014 | - Atualizado em 16/12/2014 - 14h49 Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação.
Cineasta foi morto pelo seu próprio filho
Cineasta foi morto pelo seu próprio filho
Cineasta brasileiro, Eduardo de Oliveira Coutinho é considerado um dos mais importantes documentaristas da atualidade. 
 
 
Seu trabalho caracterizava-se pela sensibilidade e pela capacidade de ouvir o outro, registrando sem sentimentalismos as emoções e aspirações das pessoas comuns. Ele começou a se interessar por cinema ainda na década de 1950, quando era estudante de Direito. Formado em direção no IDHEC, na França, participou ativamente do Centro Popular de Cultura (CPC) da União Nacional de Estudantes (UNE), onde aproximou-se de Carlos Diegues, Joaquim Pedro de Andrade e Leon Hirzman. 
 
Foi assassinado a facadas, no dia 02 de fevereiro, em sua residência.