SAÚDE DOS OLHOS

Uso exagerado do videogame pode prejudicar os olhos

Piscar menos pode levar às crianças aos sintomas comuns de ao olho seco, uma doença crônica, caracterizada pela diminuição ou alteração da produção da lágrima.
15/12/2014 | - Atualizado em 15/12/2014 - 20h42 Divulgação
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
Videogame pode trazer males à saúde dos olhos
Videogame pode trazer males à saúde dos olhos
Com a chegada das férias, aumenta-se o tempo livre, principalmente para as crianças, que durante esse período, quase por unanimidade, preferem atividades que usem o videogame e o computador. Estas ações, tão naturais nos dias de hoje, podem levar as crianças a piscarem menos que o necessário para a correta lubrificação dos olhos, o que acarreta aos sintomas de uma doença crônica que vem atingindo cada vez mais a população mundial: o olho seco.

Os principais sintomas presentes nesta doença são: ardor, irritação, sensação de areia nos olhos, dificuldade para ficar em lugares com ar condicionado ou em frente do computador e olhos embaçados ao final do dia. Caso seja detectada no início, a doença pode ser controlada, mas deixá-la sem tratamento traz danos a córnea e a conjuntiva com o aparecimento de lesões mais graves.

O olho seco é uma doença crônica, caracterizada pela diminuição da produção da lágrima ou deficiência em alguns de seus componentes, ou seja, pouca quantidade e/ou má qualidade da lágrima. Este distúrbio no filme lacrimal e na superfície ocular pode produzir áreas secas sobre a conjuntiva e córnea.

Uma dica para evitar os sintomas da doença é lembrar de piscar, o que as crianças não fazem, na quantidade que o olho precisa, diante de um videogame. “O ideal é incentivar as crianças a dividirem seu tempo entre o computador e as atividades ao ar livre. Se isso parece difícil, experimente fazê-las piscar entre um alvo e outro”, brinca o Dr. André Berger, oftalmologista diretor da Associação Brasileira de Portadores de Olho Seco.

Veja também