COMPORTAMENTO PROFISSIONAL

Como ter ética na vida profissional

Saiba quais são os fatores mais importantes para manter uma postura adequada no ambiente de trabalho
18/12/2014 | - Atualizado em 18/12/2014 - 21h12 Divulgação
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
Ética profissional
Ética profissional
A ética profissional é entendida como o conjunto de ações que determinam a adequação no exercício de qualquer profissão. É por meio da ética que se dão as relações entre as pessoas no trabalho, acarretando no respeito e no bem-estar no ambiente corporativo.

Quando se fala em ética, é necessário lembrar que ela é intrínseca à vida humana, isto é, é imprescindível ser ético para conviver em sociedade. Portanto, dentro do ambiente de trabalho ela é ainda mais essencial. Afinal, atitudes inadequadas podem, afetar, e muito, o desempenho e a imagem de uma empresa.

As profissões possuem conselhos responsáveis pela criação de códigos de ética específicos, como é o caso dos códigos de ética dos advogados, dos jornalistas, dos médicos, entre outros. Todavia, estes códigos se referem a procedimentos e normas padrões das áreas, e são necessários por uma questão de segurança. Eles anteveem penas disciplinares em lei para violações. Mesmo assim, há comportamentos que precisam ser adotados em qualquer que seja a área, por auxiliarem para o bom funcionamento do trabalho.

Os principais elementos que fazem parte da ética profissional são muito semelhantes aos da ética social. Entre eles:

Ser Honesto
Preceito básico para a convivência tanto pessoal quanto profissional. Ser desonesto pode trazer consequências graves para a vida profissional de um indivíduo. Tenha cuidado com a falta de.

Ser competente
Ser competente não se resume apenas a ter talento para desenvolver uma tarefa. A competência envolve também o compromisso, a organização e a capacidade de ajudar os demais, tudo com a finalidade de realizar um bom trabalho de forma geral.
 
Manter o sigilo
Dados confidenciais da empresa, dos colegas, dos superiores ou quaisquer outras informações relevantes, não devem ser compartilhadas fora da empresa – em alguns momentos nem mesmo dentro dela. 

Ter humildade
Ser humilde não é fingir que aquele resultado não foi tão bom quanto parece, ou tentar se esquivar de elogios. Isso é falsa modéstia, e não é necessária. Humildade é perguntar quando há dúvidas, no caso do empregado. É ouvir os subordinados, no caso do líder. Ou, para ambos, reconhecer erros e aprender com eles.
 
Ser imparcial
É essencial tratar a todos de maneira igual, independentemente do cargo que ocupam. Ser imparcial é mais importante ainda para os gestores. Quando ocorrem erros ou problemas é preciso que não haja qualquer tipo de protecionismo.
 
Fonte: Gazeta do Povo 
 
Veja também