PROGRAMA

Alunos de inglês da rede pública obtêm certificado da Universidade de Cambridge

Segundo a secretária, o Programa Criança Global foi criado para cada vez mais qualificar alunos das escolas municipais
03/12/2014 | - Atualizado em 03/12/2014 - 10h03 Da Agência Brasil
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divugação
Universidade de Cambridge, no Reino Unido
Universidade de Cambridge, no Reino Unido
 

Cinquenta crianças da rede municipal de ensino do Rio receberam ontem (2) da secretária municipal de Educação, Helena Bomeny, certificados de proficiência em inglês da Universidade de Cambridge, da Inglaterra.

Segundo a secretária, o Programa Criança Global foi criado para cada vez mais qualificar alunos das escolas municipais. “Os estudantes fizeram a prova e passaram. Eles obtiveram o primeiro diploma e passarão por outros exames até receber o certificado geral de Cambridge.”

A entrega dos certificados da Universidade de Cambridge faz parte do programa que tem como objetivo universalizar e intensificar o ensino de inglês na rede pública. De acordo com a prefeitura, os alunos do 1° ao 3º anos do ensino fundamental têm uma aula semanal do idioma, enquanto os estudantes do 4º ao 9° anos têm dois tempos semanais, com ênfase na comunicação oral.

Segundo a secretária, isso é motivo de muito orgulho. “O interessante é que, quando abrimos o concurso, exigimos prova oral dos professores para que pudessem dar aula. As maiores notas dos alunos foram justamente nessa área. As crianças estão realmente falando a língua inglesa”, afirmou.

Serão contemplados 1.138 estudantes do 5°e 6° anos, dos inásios Experimental Olímpico Juan Antonio Samaranch , Felix Mielli Venerando e de outras escolas municipais. A avaliação foi dividida em duas fases: provas oral e escrita, para verificar os níveis de conhecimento das crianças na língua inglesa.

O aluno Miguel Ângelo Costa Cabral, de 12 anos, explicou a razão que motivou sua preparação para a prova. “Desde que era mais novo, gostava de assistir a uma série científica pela TV britânica, Doctor Who e queria conhecer os atores. A importância do inglês, para mim, é ter um conhecimento a mais, evoluir. Isso não é importante somente para mim, mas para todo mundo, porque muitas pessoas têm essa paixão que tenho pelo inglês..”

A dona de casa Andreia Francisca dos Santos, de 40 anos, disse que o filho, de dez anos já demonstrava interesse em aprender inglês por meio de jogos e ao assistir a filmes pela televisão. “Em casa, o que ele não sabe procura no tradutor, usando a internet. É um incentivo para ele. Acredito que, com o certificado, ele vai se dedicar, se empenhar mais, até fazer um cursinho de inglês daqui por diante.”

A secretária Helena Bomeny disse que o ensino bilíngue foi implantado em quatro escolas, localizadas no Complexo do Alemão, na Pavuna, em Jacarepaguá e em Campo Grande, com o objetivo de introduzir metodologias e práticas de ensino da educação infantil até o 6° ano. A estimativa é implantar até 2016 em outras seis comunidades.

A coordenadora do Programa Criança Global no Complexo do Alemão, Glaucia Moraes, que nasceu na região, disse que vários eventos foram feitos para motivar os alunos a usar o inglês na maior parte do tempo. “Tivemos peça teatral, como Romeu e Julieta em homenagem aos 450 anos do poeta e dramaturgo inglês William Shakespeare, e torneios de futsal bilíngue, para soletrar as palavras em inglês."

Para Glaucia, é importante que esses alunos tenham as mesmas oportunidades que ela teve, independente de ter nascido em uma comunidade. "Temos uma escola bilíngue com uma equipe de professores competentes, que busca a formação continuada e procura se atualizar, conseguindo agregar conhecimento e qualidade para alunos da escola pública”, afirmou.
 
Veja também