BACTÉRIAS

Design da cabeça das escovas de dente é determinante no crescimento de bactérias

No estudo os participantes escovaram seus dentes duas vezes ao dia com uma, dentre três escovas elétricas, escolhidas de forma aleatória
10/11/2014 | - Atualizado em 10/11/2014 - 17h24 Divulgação
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
Consulte seu dentista regularmente
Consulte seu dentista regularmente
A desinfecção e armazenamento inapropriados de escovas de dente podem aumentar a probabilidade de transmissão de microrganismos. Pesquisadores dos EUA concluíram que até mesmo o design das escovas de dente pode contribuir para a contaminação cruzada. Em um estudo comparativo com escovas elétricas com diferentes designs da cabeça eles concluíram que as que têm a cabeça sólida retiveram menos bactérias comparadas com as de cabeças ocas.

No estudo os participantes escovaram seus dentes duas vezes ao dia com uma, dentre três escovas elétricas, escolhidas de forma aleatória. Eles usaram pasta de dente que não era antimicrobiana e seguiram com suas rotinas de passar o fio dental, mas não utilizaram nenhum outro produto de saúde oral, como enxaguantes bucais, por exemplo. As cabeças das escovas ficaram expostas a cinco microrganismos comuns, incluindo streptococcus oral e espécies de fusobacterium.

Após um período de três semanas os pesquisadores observaram que a contagem de micróbios era significativamente menor no grupo de escovas de dente com cabeça sólida em nove dentre 10 comparações.

“A embalagem da maioria das escovas elétricas não faz distinção entre design de cabeça oca ou sólida", disse a Dra. Donna Warren Morris, autora principal e professora no Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, em Houston. “A melhor forma de identificar o design de cabeça sólida é pela conexão com o corpo da escova de dente. Naturalmente essas terão um espaço para conectar as duas partes, mas a maior parte será sólida próximo da cabeça e das cerdas.”

Ainda que não exista comprovação científica de que o crescimento de bactérias em escovas de dente possa acarretar em problemas de saúde, Morris afirma que alguns microrganismos estão associados às doenças sistêmicas, como câncer colateral e doenças cardiovasculares”.
 
Fonte: Site 'Dental Tribune'
 
Veja também



VEJA TAMBÉM