Publicidade
É Só Festa

PETISCOS!

 Entrada, tapas, aperitivos, tira-gosto e petiscos são sin&ocir...
18/11/2014 - 16h52 - Atualizado em 18/11/2014 - 16h53 | Andreia Almeida
PETISCOS!
PETISCOS!

 Entrada, tapas, aperitivos, tira-gosto e petiscos são sinônimos de preparações rápidas, quentes ou frias Servidas antes do prato principal, e com a função de abrir o apetite e manter os convidados ocupados enquanto esperam o prato principal, existem sim algumas regras para as deliciosas, ou as vezes nem tanto, comidinhas:


mso-fareast-font-family:Arial">1.    O petisco deve “conversar” com o prato principal. Exemplo mais do que clássico é a massa. Se a opção para o prato principal é essa, pense em queijos, frutas da época e até castanhas;


mso-fareast-font-family:Arial">2.     A harmonia entre a bebida e o petisco também contam;


mso-fareast-font-family:Arial">3.    As entradas devem ser leves, pois sua função é apenas abrir o apetite.


"Arial","sans-serif""> 


"Arial","sans-serif"">Origem da comidinha


"Arial","sans-serif"">Ao certo ninguém sabe quando foi servido o primeiro aperitivo, mas existem estórias e lendas emblemáticas sobre o quitute. Uma delas assegura ter surgido durante uma viagem de Afonso XIII à Cádiz, cidade ao sul da Espanha. O monarca, que estava em uma venda próximo ao mar, solicitou uma taca de vinho, enquanto observava a paisagem. Foi surpreendido por uma ventania. Para evitar que o copo se enchesse de areia o dono da venda colocou rapidamente uma fatia de presunto sobre o copo, para proteger o conteúdo. Quando questionado, o homem teria dito: “Majestade, coloquei esta fatia como proteção (“tapa”) na taça para que não entre areia em seu xerez”.  O vento passou e Afonso solicitou mais uma fatia de presunto. Nascia o aperitivo.



TAGS | Blog, RAC