SAÚDE

Antioxidantes presentes no azeite ajudam no combate aos radicais livres

O corpo humano apresenta uma série de defesas contra diversos malefícios
30/10/2014 | - Atualizado em 30/10/2014 - 20h40 Divulgação
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
Propriedades antioxidantes presentes no azeite e sua importância para o bem estar
Propriedades antioxidantes presentes no azeite e sua importância para o bem estar
Muito se ouve a respeito dos alimentos com poderes antioxidantes e seu papel no combate aos radicais livres, no entanto, muita gente ainda não sabe o que de fato acontece em nosso organismo. Para explicar as dúvidas dos consumidores, a marca Andorinha, embaixadora do uso expandido do azeite, divulga em parceria com a ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia) dicas valiosas para o bem estar.
 
Segundo Dr. Carlos Alberto Nogueira de Almeida, médico especialista da ABRAN, quando ingerimos quaisquer tipos de alimento, nossas células os metabolizam para gerar energia, ocorrendo uma espécie de queima dos nutrientes, o que depende da presença de oxigênio. Os átomos de oxigênio com carga elétrica liberados durante esse processo são os chamados radicais livres.

“Eles reagem de forma muito intensa com as demais substâncias e entre si, o que acaba provocando danos ao organismo, favorecendo a ocorrência de doenças como úlceras, aterosclerose, aceleração do envelhecimento, doença de Parkinson, Alzheimer, entre outras”, diz. Para se proteger, o corpo humano apresenta uma série de defesas contra tais malefícios e as substâncias antioxidantes são as mais importantes aliadas, prevenindo o que conhecemos por estresse oxidativo.

Propriedades do azeite – Um importante – e saboroso - aliado no combate aos radicais livres é o azeite extra virgem. Com elevada concentração de antioxidantes, tais quais a Vitamina E, os derivados fenólicos (tirosol e hidroxitirosol), esteróis livres e seus precursores, como o esqualeno, seu consumo em quantidades adequadas ajuda o sistema circulatório. “Eles são capazes de prevenir a disfunção endotelial, que acontece quando os vasos sanguíneos diminuem sua capacidade de manter uma adequada dilatação e de evitar que se formem trombos, que podem ocluir a passagem de sangue,” afirma.
 
Veja também