CUIDADOS COM AS MÃOS

Cutículas: tirar ou não tirar, eis a questão

Conheça cinco verdades e mentirar sobre as cutículas e os cuidados com as mãos
22/10/2014 | - Atualizado em 22/10/2014 - 10h15 Divulgação
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divugação
Conheça 5 mitos e verdades sobre cutículas
Conheça 5 mitos e verdades sobre cutículas


Ter unhas bonitas e saudáveis é o objetivo de muitas mulheres, prova disso são os salões de beleza que sempre estão cheios. Mas, mais do que se preocupar com a estética, é preciso ficar de olho na saúde das unhas; isso também inclui a cutícula. Responsável por proteger as unhas, a cutícula gera vários questionamentos e não é raro encontrar homens e mulheres que não sabem o que se deve ou não fazer com a cutícula na hora da manicure.

A dúvida mais frequente é se ela deve ser totalmente retirada. Dra. Flávia Martelli, dermatologista e consultora da Netfarma, diz que não precisa ser tão radical para não retirar o excesso da cutícula. “Desde que não seja tão violento ao ponto de machucar a cutícula, não há problema de se retirar parte dela”, conta.

Você também poderá se interessar por:
- 11 dicas práticas para cuidar das unhas em casa que vão mudar sua vida

A especialista explica que a cutícula é importante pois de protege de bactérias e fungos, causadores de doenças. “O ideal é tentar não retirar as cutículas profundamente, sem cutucá-las, esse hábito pode trazer prejuízos à matriz da unha como deformações”, revela a especialista.

Dra. Flávia alerta sobre possíveis doenças que podem surgir se as unhas não estiverem protegidas. “Podem aparecer doenças como a micose nos cantos da unhas, principalmente em pessoas que ficam muito tempo com as mãos molhadas; nesse caso em específico, é aconselhado que não se retire a cutícula .”

As dicas da especialista para manter as unhas e cutículas saudáveis são simples. “Mantenha as cutículas hidratadas e retire o excesso de pele. Se preferir um método mais conservador, a fim de não entrar em contato fungos e bactérias, empurre levemente a cutícula com o auxilio de um hidratante e espátula.”, sugere.

Confira, a seguir, 5 mitos e verdades que rodam o assunto cutícula:

1) Deve-se tirar as cutículas para fazer as unhas
Depende. Pode-se retirar as cutículas desde que seja com cuidado para não machucar as unhas.

2) Quanto mais tiramos, mais grossa cresce
Mito. A cutícula tem um limite para crescer, assim como os pelos e cabelo. Quem faz as unhas toda a semana tem a impressão de que elas crescem mais rápido, o que não é verdade.

3) Usar produtos de limpeza sem proteção nas mãos prejudica a cutícula
Verdade. A pele tende a ficar mais ressecada e as cutículas com aspecto áspero. Hidratação é muito importante nesses casos pois cria uma película protetora contra os agentes nocivos presentes nos produtos químicos.

4)Retirar totalmente a cutícula ajuda no crescimento das unhas
Mito. A cutícula não tem relação direta com a crescimento das unhas. Sua função é basicamente a proteção do aparelho ungueal (unhas e matriz) garantindo que não ocorra a entrada de patógenos, como as bactérias, que poderiam causar infecções.

5) É possível retardar o crescimento das cutículas
Mito. Não é comprovado que os produtos possam retardar o crescimento e sim, dá um aspecto mais bonito para as mãos.
Veja também