RISCO

Obesidade acarreta diversos tipos de doenças

Quase metade da população brasileira está acima do peso, conforme estimativas da OMS
07/10/2014 | - Atualizado em 07/10/2014 - 20h54 Divulgação
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação
Obesidade acarreta diversos tipos de doenças
Obesidade acarreta diversos tipos de doenças
A obesidade é um problema de saúde pública de caráter mundial e que já pode ser considerada uma epidemia. Conforme estimativas da OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2015, cerca de 2,3 bilhões de adultos vão estar com sobrepeso e mais de 700 milhões serão obesos. No Brasil, o Ministério da Saúde informa que quase metade da população está acima do peso.

No próximo sábado, dia 11 de outubro, é comemorado o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade, e para a médica especialista em Gestão de Saúde, Flávia Marques, o assunto é preocupante e precisa ser evidenciado.
 
“A obesidade aumenta significativamente o surgimento de diversos tipos de doenças, como diabetes e hipertensão”, afirma. Além disso, Flávia explica que certas condições de saúde também levam à obesidade, entre elas hereditariedade, disfunções endócrinas e uso contínuo de medicamentos.

Prevenção

A médica destaca que se uma pessoa obesa emagrecer 5% do seu peso corporal inicial, seu organismo já irá sentir os efeitos benéficos, que podem ser comprovados pelos exames laboratoriais. “A conta é simples: diariamente é necessário controlar o que é ingerido e o que é gasto, ou seja, reduzir o número de calorias, ter uma alimentação saudável, diminuir gorduras e açúcar, aliados à pratica de atividades físicas no mínimo três vezes por semana, por 30 minutos, são os pontos chaves para fechar a conta com sucesso”, orientou Flávia. 

Tratamento

Para reverter o quadro de obesidade, a médica reforça que é importante alterar os hábitos de vida em relação a alimentação e atividades físicas. “Para obter saúde com qualidade a pessoa deve ter consciência das opções que escolhe e focar em seus objetivos, o que melhora a autoestima e ainda garante uma repercussão positiva ao longo de um período, afinal, as mudanças devem ser graduais”, finalizou.
 
Para mais informações sobre os perigos da obesidade contate o médico de sua confiança.
 
Veja também