AMOR

5 Conselhos para o término da relação

Veja dicas de um especialista para saber lidar com o término do relacionamento
07/10/2014 | - Atualizado em 07/10/2014 - 17h22 Fernanda Bugallo
fernanda.bugallo@rac.com.br
Foto: Divulgação.
Término de relacionamento. O que fazer?
Término de relacionamento. O que fazer?
Para alguns, relacionamento como namoro, casamento ou até mesmo um romance tem começo, meio e fim. Para outros, a história fica parada na metade, como se nunca tivesse terminado. E, nesses casos, podem gerar algumas dificuldades no corte do famoso "cordão" de um relacionamento.
 
Nem sempre o término de um relacionamento é fácil. As vezes ela não sabe o que dizer. As vezes é ele quem precisa tomar uma atitude e não sabe como fazer. Mas o importante é que a decisão deve ser feita para não postergar um sentimento que, talvez, já nem exista mais.
 
De acordo com o psicólogo e especialista em relacionamento Alexandre Bez, as dificuldades do rompimento envolvem a aceitação do outro, sentimento de rejeição, entre outras coisas que dependem de cada pessoa. E, nesse ponto, pode ser um dos grandes problemas quando um dos lados não aceita, fazendo de tudo para voltar, gerando obsessão, sentimento de transtorno, podendo atingir até a compulsão. 

Você se encontra nessa situação? Veja algumas dicas do Especialista para lhe ajudar:
 
1- Ele(a) me procura demais por todos os meios de comunicação e isso incomoda:
Explique a situação novamente, diga que ele(a) deve seguir em frente e que não irá mais atende-lo(a). Nada de encontros, última conversa, aplicativos, redes sociais ou qualquer coisa que mantenha ou dê algum tipo de esperança a ele(a), se necessário bloqueie.

2- Temos os mesmos amigos em comum:
Não perca o contato, apenas evite por enquanto saídas com esses amigos, opte por dar um tempo, ao menos até as coisas estarem mais claras.

3- Ele(a) me cobra satisfações:
Não caia nas provocações que poderão ser frequentes, evite esse tipo de conversa.

4- Devo procurar ajuda:
Sim, se possível fale com sua psicóloga, converse com sua família sobre como agir.

5- Ele(a) me persegue no trabalho:
Se ele(a) ligar, atenda uma vez e peça para ele(a) não ligar mais. Caso ele(a) não obedeça e apareça por lá ainda sim, avise os colegas e o chefe sobre a situação. Uma dica bacana mande um e-mail para ele(a), dizendo que esse comportamento atrapalha seu trabalho. Você pode usar esse e-mail como prova caso ache que seu emprego corre riscos e precise procurar um advogado.
 
Você está passando por isso ou já passou? Conte a sua história prá gente e comente a matéria!