'Festa no Covil' revela bastidores do narcotráfico sob ótica de garoto


TEATRO
'Festa no Covil' revela bastidores do narcotráfico sob ótica de garoto
Sessão única acontece no sábado, no Teatro do Sesc, com ingressos à venda entre 2 e 10 reais
17/09/2014 | - Atualizado em 17/09/2014 - 20h27 Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
Foto: Divulgação.
Peça conta história de filho de rei do narcotráfico mexicano que vive em um isolado em um palácio
Peça conta história de filho de rei do narcotráfico mexicano que vive em um isolado em um palácio
 
Romance de estreia do mexicano Juan Pablo Villalobos, “Festa no Covil”, ganhou uma adaptação teatral com apresentação em sessão única no próximo sábado (20), a partir das 20h, no Teatro do Sesc Campinas. Os ingressos custam entre R$ 2 e R$ 10. O espetáculo conta os bastidores do narcotráfico mexicano na visão de um menino. O texto para os palcos é de Ana Saggese e Mika Lins, que também dirige o espetáculo.
 
Sozinho no palco, o ator Marcos de Andrade vive Tochtli, filho de um rei do tráfico mexicano que vive isolado num palácio. Apesar de ganhar tudo que pede do pai, ele não pode ir à escola e estuda com um tutor onde vive. Muito inteligente, o menino investiga por conta própria a realidade à sua volta, aprendendo as “coisas da vida” com o pai, com o que ouve dos empregados e pela TV. Sob sua ótica inocente e sem filtros morais, ele narra a realidade assustadora em que vive.

Publicado em 2010, Festa no Covil já foi traduzido para 14 idiomas e tenta, de acordo com Villalobos, “falar dos grandes temas do México como violência, corrupção e injustiça e através deles de histórias íntimas, desde a perspectiva familiar, que também falam de grandes temas universais, como a solidão, o tédio e o amadurecimento”.

Serviço

Festa no Covil
Data: sábado, 20 de setembro
Horário: 20h
Local: Teatro do Sesc Campinas - Rua Dom José I, 270/333, Bonfim - Campinas, SP
Ingressos: R$ 2 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes), R$ 5 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, estudantes, menores de 18 anos, servidor de escola pública, maiores de 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência) e R$ 10 (inteira)
 
Veja também