Sinfônica de Campinas fecha mês comemorativo de Carlos Gomes


Sinfônica de Campinas fecha mês comemorativo de Carlos Gomes
Peça de 1892 será apresentada integralmente em dois concertos no teatro nos dias 02 e 04/10, às 20h em comemoração o mês Carlos Gomes
30/09/2014 | - Atualizado em 02/10/2014 - 19h34 Portal RAC
faleconoscorac@rac.com.br
O mês de setembro em Campinas foi dedicado ao maestro e compositor Carlos Gomes. No seus 118 anos de sua morte, o poema sinfônico "Colombo"será encenado pela Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas no Teatro Castro Mendes.
 
As apresentações contarão com participação de solistas e coro e vão ocorrer nessa quinta-feira (2) e no sábado (4) às 20h.
 
Poema sinfônico é a obra musical baseada em um poema ou texto literário, geralmente em forma de sinfonia, como é “Colombo”, última composição de grande porte de Carlos Gomes.
 
Ele será executado pela orquestra e interpretado pela soprano Haydée Dabusti, no papel de Isabel de Castela, pelo barítono Erick Souza, como Cristóvão Colombo, pelos baixos Gustavo Lassen, como Don Diego, e Carlos Eduardo Marcos, como Frade, pela mezzo-soprano Lígia Monteiro, como Dona Mercedez, e pelos tenores Richard Bauer, que faz Fernando de Aragão, e Daniel Umbelino, como Don Ramiro.

O programa começa com "Lo Schiavo" ("Prelúdio", “Come serenamente”, “Quando nascesti tu”), "Condor" (“Notturno”) e "Il Guarany" ("Sento uma forza indomita"). Após o intervalo, a orquestra executa a obra "Colombo" completa.

A regência será do maestro titular da Sinfônica, Victor Hugo Toro, com a participação dos coros Collegium Vocale e Coro Contemporâneo de Campinas.

O coro do Collegium Vocale será regido por Akira Kawamoto e o Contemporâneo de Campinas por Angelo Fernandes.

"Colombo"

A peça "Colombo" estreou em 1892, no Rio de janeiro, e conta, de modo geral, a saga de Cristóvão Colombo, que parte da Espanha rumo à América. Após a sofrida trajetória, retorna triunfante à terra natal, onde é recebido calorosamente. A obra foi dedicada ao quarto centenário do descobrimento da América.

Diferentemente de uma ópera, o poema sinfônico não tem cenário e figurinos.

Conheça Carlos Gomes

O maestro Antonio Carlos Gomes nasceu em Campinas, em 11 de julho de 1836, e morreu em Belém, em 16 de setembro de 1896. Foi compositor de óperas e dedicou a maior parte de sua produção musical a este gênero. Escreveu diversas canções, hoje bastante reconhecidas e executadas.

Serviço:

Música: Poema Sinfônico "Colombo". Execução Integral com a Orquestra Sinfônica de Campinas, solistas e coro
Local: Teatro Municipal José de Castro Mendes. Praça Correa de Lemos, s/n, Vila Industrial - Campinas. (19) 3272-9359
Data: 2 e 4 de outubro
Horário: 20h
Ingressos: R$ 25 (inteira), R$ 12,50 (estudantes, aposentados e maiores de 60 anos), R$ 8,30 (professores das redes municipal e estadual de ensino e pessoas com deficiência e mobilidade reduzida) e R$ 4,10 (estudantes da rede municipal e estadual de ensino)
Vendas: a partir de quarta-feira. Bilheteria, terça-feira a domingo, das 16h às 21h