SORRISO BRILHANTE

Piercing nos dentes: aplicação e cuidados

26/08/2014 | - Atualizado em 26/08/2014 - 10h34 Mariane Montedori
mariane.montedori@rac.com.br
Foto: Divulgação
A aplicação da pedra é indolor e ao contrário do que se pensa, não estraga os dentes
A aplicação da pedra é indolor e ao contrário do que se pensa, não estraga os dentes



Embora muito estranho para alguns, os piercings nos dentes tem se tortado procedimento comum aos dentistas. Esse tipo de pirercing nada mais é do que uma pedra aplicada nos dentes, que aparece em evidência ao dar um belo sorriso. Se você é adepta ou procura saber mais, uma dica: a higienização é dobrada.

O termo que define um piercing, seja em qualquer local, é estética. Não há motivo para inserção se não a beleza que se aplica.

Jaqueline Rui Lopes usa o piercing há oito anos e relata que nunca teve problemas, como queda ou mancha nos dentes. Segundo ela, é um acessório que dá um charme a mais por ser delicado. "Acho que o sorriso é algo que deve ser valorizado e achei que ficaria bonito."
 
Antes de mais nada, é importante salientar que o dentista seja o único responsável pela aplicação da pedra. Isso porque se o piercing for colocado em uma posição inadequada pode prejudicar gengiva, lábio e causar fratura de esmalte de algum dente antagonista.

A escolha da pedra também é fator considerável. Apesar de versátil, não é qualquer pedra que pode ser aplicada. Ela tem que ser verdadeira e não uma bijuteria de plástico. Isso porque a duração será inferior e a pedra ficará deteriorada com a escovação. Assim, as principais pedras que podem ser utilizadas como piercing nos dentes são ouro, diamante e cristal. 

Vale ressaltar que a aplicação da pedra é indolor e ao contrário do que se pensa, não estraga os dentes. Isso porque o procedimento é semelhante à colagem de um bráquete ortodôntico de aparelho fixo. Nenhuma estrutura dentária é prejudicada nem desgastada. Funciona assim: o dentista utiliza um sistema adesivo específico para colar a pedra ao dente. Não existe a necessidade de “furar” o esmalte do dente, como acontece com a aplicação do piercing em qualquer outra região do corpo. 

Tempo Útil

O piercing dental dura bastante tempo colado, porém pode quebrar ou soltar mais facilmente de acordo com a sua alimentação. Alimentos muito duros e fibrosos pode danificar a joia e encurtar a vida útil do piercing dental. Há pacientes com piercing há mais de 6 meses, como também há pacientes que voltam às clínicas para recolagem após alguns dias.


 
 
Veja também



VEJA TAMBÉM