SAÚDE BUCAL

Emergências dentárias: o que fazer?

Tratamentos são diferentes para cada tipo de trauma nos dentes
22/07/2014 | - Atualizado em 22/07/2014 - 17h27 Divulgação
faleconoscorac@rac.com.br
Sempre que houver qualquer trauma na boca, é preciso consultar um dentista imediatamente para saber se um tratamento é necessário. O profissional examinará a área afetada e poderá fazer uma radiografia. Se a dor é causada por um dente fraturado, trincado ou lascado, você poderá tomar um analgésico simples. Se possível, guarde a parte fraturada do dente e leve-a ao seu dentista. Se um dente for totalmente arrancado da boca devido a um trauma, é preciso o levar ao profissional o mais rápido possível. Talvez possa ser possível recolocar seu dente novamente na boca, por meio de um procedimento chamado reimplante.

Como um dentista trata um:

Dente lascado — Se não sentir dor e a lasca for pequena, fica ao seu critério decidir quando e como o dente deverá ser tratado. Dependendo do tamanho da lasca, ela pode ser suavizada ou corrigida cosmeticamente. Outras opções podem ser o uso de facetas, coroas e restaurações. Se uma restauração ou dente artificial for lascado, estes deverão ser substituídos.

Dente fraturado ou trincado — Dentes fraturados ou trincados devem ser restaurados assim que possível para evitar danos posteriores. Pode ser necessário um tratamento de canal ou fazer a extração do dente. Se a fratura atingir o esmalte e a dentina, uma coroa, em geral, é o melhor tratamento. Lembre-se de que as fraturas nem sempre são visíveis, mesmo por meio de radiografias. Os sintomas podem ser dor durante a mastigação e sensibilidade a alimentos e bebidas frias. Em alguns casos o dente pode ficar sensível com bebidas quentes, bem como ao ar, e estes sintomas podem se intensificar com o tempo.
 
Dente arrancado da boca — O segredo para o sucesso na recolocação de um dente é reimplantá-lo no local de onde saiu o mais rápido possível. A cada minuto que passa, um número maior de células da raiz morrerão. Se possível, lave o dente com água apenas, e então o recoloque no local, e corra para o dentista imediatamente. O dente deve ser segurado pela coroa, apenas, e não deve secar. O êxito do reimplante é maior durante os primeiros 30 minutos, com boas chances ainda até duas horas após o trauma. Pode ser necessário que seu dentista faça um tratamento de canal uma ou duas semanas após o dente ter se estabilizado.
 
Dentes irremediavelmente perdidos, seja por uma extração realizada por um dentista ou acidentalmente arrancados, devem ser substituídos. Isto evita problemas como dificuldade de mastigação e de fala, alteração de posição entre os dentes remanescentes, disfunção da articulação temporomandibular (ATM), causados pela mastigação no lado onde há mais dentes, e um enfraquecimento do maxilar. As opções para a substituição dos dentes podem ser próteses fixas, próteses removíveis e implantes.

Mandíbula quebrada — Se suspeitar que você ou qualquer outra pessoa esteja com a mandíbula quebrada, não a movimente. Ela deve ser mantida em posição com um lenço, gravata ou toalha amarrada em volta do queixo e por cima da cabeça. Compressas frias devem ser utilizadas para reduzir o inchaço, se houver. Dirija-se imediatamente à sala de emergência de um hospital e chame seu dentista.
 
Fonte: Colgate
 
Veja também



Comente
Nome:      E-mail:  
Cidade:      Profissão:  
Informe o resultado do cálculo abaixo:
 
   Não divulgar meu email
Comentário:
Quantidade de toques disponíveis: 500


VEJA TAMBÉM