Publicidade
RASCUNHO

Renomada escritora campineira em entrevista exclusiva ao Portal RAC

Carreira, vida, lembranças. Telma Guimarães abre as portas da sua casa para compartilhar sua paixão pela arte da escrita e da leitura
11/07/2014 - 15h07 - Atualizado em 11/07/2014 - 21h17 | Mariane Montedori
mariane.montedori@rac.com.br



Foto: Mariane Montedori/RAC.
A autora campineira Telma Guimarães, que já recebeu da APCA o título de Melhor Autora em Literatura Infantil em 1989
A autora campineira Telma Guimarães, que já recebeu da APCA o título de Melhor Autora em Literatura Infantil em 1989
Um cantinho especial, repleto de memórias. Pode-se dizer que este é o local que a escritora campineira Telma Guimarães, que já publicou mais de 150 títulos voltados para crianças e adolescentes, cria e traduz seu universo particular, muitas vezes editado em versão bilíngue. 

No mezanino de sua casa, a vista é para as árvores. Parede de vidro, uma mesa, e um notebook ao lado. Em torno do pequeno escritório, lembranças de todos os lugares viajados, não só pessoalmente, mas também aquela viagem exclusiva, que cabe dentro da cabecinha da gente. Livros dos mais diversos autores e títulos próprios, cada qual com uma história particular que está além das páginas. 

Em frente a sua casa, a autora nos espera para a primeira edição do programa Rascunho, da TV RAC. Subindo pelas escadas, cada cantinho um artesanato especial, com fotos, relíquias familiares guardadas e eternizadas em pequenos enfeites decorativos e delicados. 

Você também poderá se interessar por
5 livros digitais interativos que seu filho vai adorar
Entrevista com Índigo: a liberdade de escolha na infância faz o hábito de ler hoje 

Ao entrar em seu pequeno escritório-biblioteca, as cores são o que mais chama a atenção. Enquanto arrumávamos os equipamentos, Telma começa a nos contar sobre sua carreira, sua vida e sua paixão inestimável pelos livros, pela leitura e pelo universo inteiro se sensações que ele proporciona. 

Durante a entrevista, a emoção falou mais alto e foi difícil conter as lágrimas ao relatar a paixão pelas letras: "Literatura pra mim é tudo. Eu levanto e respiro literatura (...) poder olhar para as coisas que te cercam, as pessoas, as plantas, as árvores... é inspirador (...). Eu vivo pra isso. Eu vivo disso. A literatura me abastece a alma e sem ela eu não consigo caminhar". 

Abaixo, a entrevista completa:




 
 
Veja também



Recomendados

{{site}}

{{title}}

Powered by Cxense