SAÚDE

Alimentação é fundamental para manter a qualidade de vida de seu amigo

Obesidade e diabetes estão na lista das doenças causadas por uma má alimentação do cachorro
12/03/2013 | - Atualizado em 18/12/2013 - 15h33
Foto: Divulgação
Alimentação é fundamental para manter a qualidade de vida de seu amigo
Alimentação é fundamental para manter a qualidade de vida de seu amigo
O Brasil possui a segunda maior população de animais de estimação do mundo com aproximadamente 37 milhões de cães e 21 milhões de gatos, segundo dados da Abinpet (Associação Brasileira de Indústria de Produtos para Animais de Estimação). Por isso antes de ter um animal de estimação é necessário observar qual raça se adapta melhor ao tamanho da casa, considerando que o filhote vai crescer e exigir espaço. 

Estudos ser mostram que aproximadamente 37% dos cães e 39% dos gatos ainda recebem comida caseira de seus donos. No entanto, o alimento caseiro pode causar desequilíbrios nutricionais, intolerância ou até ser tóxicos a estes animais. Ingredientes como alho e cebola, muitas vezes presentes na comida, também geram problemas aos animais – em excesso podem provocar anemia, diarreia e vômito.

Em contrapartida, a alimentação feita através de ração industrializada possui nutrição completa e balanceada aos pets.

Atualmente os fabricantes estão preocupados com o desenvolvimento dos animais e utilizam estudos nutricionais na elaboração dos produtos. No ano passado, de acordo com o Sindirações, a produção de rações para pet no Brasil atingiu 63 milhões de toneladas.

Doenças

Assim como nos seres humanos, algumas doenças também se "repetem" no mundo animal como é o caso da diabetes. Por isso o dono deve sempre ficar atento aos sintomas como aumento da produção de urina, da fome e sede, catarata e emagrecimento. Além disso, a obesidade também é uma doença bastante constate entre os animais. que podem adquiri-la por superalimentação, hipotiroidismo, lesão no hipotálamo que prejudica o cão a perceber que está saciado. Essa doença provoca a diminuição da resistência do animal, além de transtornos no aparelho locomotor, dificuldades cardiopulmonares, problemas reprodutivos, predisposição ao diabetes em gatos, enfermidades infecciosas e transtornos cutâneos.


Comente
Nome:      E-mail:  
Cidade:      Profissão:  
Informe o resultado do cálculo abaixo:
 
   Não divulgar meu email
Comentário:
Quantidade de toques disponíveis: 500