FIQUE ATENTO

A diferença entre o poder e a autoridade

Uma coisa é diferente da outra e é importante dosar bem para se dar bem na profissão
29/01/2013 | Bianca Pissardo
Foto: Divulgação
Poder e autoridade
Poder e autoridade


Muitos gestores e líderes confundem no dia a dia a força dessas duas ações: ter poder e ter autoridade.
Desde criança, aprendemos a obedecer os mais velhos e algumas regras em casa e na escola, e quando passamos para o mundo corporativo, isso continua sendo base, mas de outra forma.
 

Na hierarquia, existem os chefes e seus subordinados, e nessa pirâmide consiste o poder da decisão do primeiro, mas a autoridade não tem nada a ver com a hierarquia que se ocupa.
Ao se destacar naturalmente em um grupo, a pessoa assume uma certa autoridade, o respeito dos demais. Esse pode ser chamado de líder do grupo, mesmo não formalizado na hierarquia.
Já o poder está mais ligado a decisão.
 

Quando se tem a responsabilidade de atingir resultados e a equipe não está em sintonia e não vê o gestor como uma figura de autoridade, será preciso o uso da “força”, do poder da “voz” junto a diretoria, muitas vezes.
Já quando as pessoas respeitam e o veem como 'autoridade', não é necessário que se imponha nada, já que tudo será feito de bom grado e em prol de um bem maior: a empresa.
 

Podemos dizer que o poder e a autoridade podem sim andar juntos, mas não necessariamente fazem parte do mesmo profissional.
Aquele que consegue unir as duas características, com certeza, irá conseguir bons resultados na organização, já que terá o poder da decisão aliado à colaboração de toda a equipe, por empatia e por colaboração.
 

“Manda quem pode, obedece quem tem juízo” até pode ser um belo ditado, mas se você conseguir gerir uma equipe unindo o poder e a autoridade de forma branda e respeitosa, os trabalhos terão um fluxo muito mais produtivo no dia a dia.


 



Comente
Nome:      E-mail:  
Cidade:      Profissão:  
   Não divulgar meu email
Comentário:
Quantidade de toques disponíveis: 500